Atualizações de outubro, 2010 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 3:47 em 01/10/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , ,   

    LP – Rancid: … and out come the wolves 1995 

    O terceiro disco dos californianos do Rancid, é – ao lado de Dookie (Green Day) e Smash (The Offspring), um dos responsáveis pelo revival que o punk rock teve na década de 1990. Parcialmente gravado no Electric Lady Studios (concebido por Jimi Hendrix em Nova Iorque) este álbum foi lançado em agosto de 1995 e chegou a ocupar a posição 45 da Billboard além de emplacar videoclipes na MTV.
    Misturando ska e hardcore a banda lançou um disco fundamental em toda e qualquer discoteca. Destaque para “Time Bomb”, “Ruby Soho” e “Roots Radicals”. A arte da capa foi inspirada em outra referência do hardcore, os americanos do Minor Threat – no caso, o EP First Two 7″s on a 12″ de 1984.

    01. “Maxwell Murder” 1:25
    02. “The 11th Hour” 2:28
    03. “Roots Radicals” 2:47
    04. “Time Bomb” 2:24
    05. “Olympia WA.” 3:30
    06. “Lock, Step & Gone” 2:25
    07. “Junkie Man” 3:04
    08. “Listed M.I.A.” 2:22
    09. “Ruby Soho” 2:37
    10. “Daily City Train” 3:21
    11. “Journey to the End of the East Bay” 3:11
    12. “She’s Automatic” 1:35
    13. “Old Friend” 2:53
    14. “Disorder and Disarray” 2:49
    15. “The Wars End” 1:53
    16. “You Don’t Care Nothin'” 2:28
    17. “As Wicked” 2:40
    18. “Avenues & Alleyways” 3:11
    19. “The Way I Feel” 2:34

     
  • paulocarames 3:01 em 01/10/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: 123 variações sobre um mesmo tema, , , , , , , , Pra Ser Sincero, ,   

    Livro – Pra Ser Sincero, 123 variações sobre um mesmo tema 

    É consideravelmente difícil encontrar uma boa referência bibliográfica que aborde o rock nacional, imagine o rock gaúcho então. As principais fontes de informação sempre foram revistas especializadas e artigos em cadernos de cultura de jornais locais.
    Lançado em 11 de janeiro deste ano, no aniversário do primeiro show da banda, Pra Ser Sincero narra os 25 anos da carreira de Humberto Gessinger e por consequência a saga dos Engenheiros do Hawaii – do começo improvável em 1985 passando pelos primeiros discos, as turnês internacionais e diferentes formações, culminando no recente projeto Pouca Vogal (que além de Humberto conta com Duca Leindecker da Cidadão Quem).
    Em 304 páginas além da história da banda e de seu messiânico líder, contada nas palavras do próprio Gessinger, estão presentes as letras de 123 das principais músicas de sua carreira e uma grande quantidade de fotos e capas de revistas estampadas pelos responsáveis por hinos como Infinita Highway, O Papa é Pop e Longe Demais das Capitais.
    Um registro há muito merecido e aguardado pelos fãs e que segue a máxima Gessingeriana refletindo a temática de seus lançamentos fonográficos: uma composição repleta de clichês e trocadilhos, a identidade visual característica dos Eng Haw e outros tantos detalhes que fizeram deles o maior expoente que o rock gaúcho já teve.
    Parafraseando a nota final do livro, assim como as notas que encerravam os encartes de cada LP da banda,
    Post composto na primavera de 2010 utilizando o editor do wordpress. Editora Belas Letras, 304 páginas.

     
  • Leandro Araujo 0:23 em 01/10/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: doido, ladrão, muleque, profissão   

    Profissão Ladrão 

    Muleque doido, 20 anos no mundão.

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: