Atualizações de junho, 2011 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 23:50 em 13/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , garagem hermética, , ,   

    O U2 não chega nem perto 

    No final da década de 1970 a cena musical era tomada de assalto pelo punk. Nova York e Londres convulsionavam ao som de Ramones, Sex Pistols e The Clash – para citar alguns.

    Neste período surgia, em um país um tanto improvável, uma banda que em suas letras pregava a igualdade social e a consciência ambiental. Passados mais de 30 anos eis que esta banda continua na ativa, fazendo shows viscerais e arrebatando velhos e novos fãs.

    Bom, você errou se pensou que o país em questão era a Irlanda e a banda era o U2  (que se tornaria a maior banda pop do planeta). No Brasil o Cólera – Redson (vocal e guitarra), Val (baixo) e Pierre (bateria) – fez parte das principais coletâneas de música punk lançadas no país como Grito Suburbano (1982), SUB (1983), O Começo do Fim do Mundo (1983) e Ataque Sonoro (1985) ao lado de Garotos Podres, Inocentes, Olho Seco e Ratos de Porão.

    Passado aquele primeiro momento em que produzir um disco completo era um feito inimaginável, em 1985 lançaram Tente mudar o amanhã (pelo selo Ataque Frontal) que trazia músicas anti-guerra (Duas Ogivas; Marcha; Amnésia e 1.9.9.2.) e contra o conformismo e a violência policial (Não existe mais; Passeata; São Paulo; Agir e Em Você).

    As letras conscientes e o som furioso ainda estariam presentes nos discos seguintes: Pela Paz em Todo Mundo (1986), Verde, Não Devaste! (1989), Mundo Mecânico, Mundo Eletrônico (1991), Caos Mental Geral (1998) e Deixe a Terra em Paz (2004) além do registro ao vivo da turnê feita pela Europa intitulado European Tour 87 (1988).

    Foto: Homero Pivotto

    Se a estrutura de shows multimilionária do U2 conta com telões de LED e recursos tecnológicos de ponta o Cólera por sua vez fez uma única exigência no show de sexta-feira passada no Garagem Hermética na capital gaúcha: que a estrutura do show proporcionasse um som de qualidade para banda e para o público.

    As cinzas do tal vulcão chileno atrasaram o vôo de Val e Pierre que, com o pano de fundo (vermelho com o nome da banda escrito em branco, simples assim) colocado às pressas, subiram ao palco junto com Redson após a apresentação das duas bandas escaladas para fazer a abertura.

    Foto: Homero Pivotto

    A apresentação começou com Qual violência é pior seguida por Palpebrite, Subúrbio Geral e com 1.9.9.2. no bis. Com letras atemporais e a vitalidade de uma banda em começo de carreira (mas que tem componentes já cinquentões) a viagem no tempo estava garantida – com direito a briga entre punks e carecas, como nos velhos tempos, infelizmente.

    As paradas para ajuste do som e as interrupções causadas pelas brigas não foram capazes de afetar a performance deste grupo lendário que tocou até passado de cinco da manhã e ainda achou disposição para circular pelo bar para trocar uma idéia com os fãs (na faixa dos trinta anos que em sua maioria começou a ouvir a banda ainda em fitas K7 e hoje carrega MP3 deles no celular) e dar esta entrevista ao amigo Homero Pivotto.

    Além desta apresentação a banda ainda tocaria em Ivoti no sábado e em Canoas no domingo. Para quem perdeu fica o consolo de uma eventual vinda ao estado em setembro passando por Caxias do Sul, Rio Grande e Santa Maria.

     
  • paulocarames 2:56 em 13/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , curta, invasão do alegrete, , trote, uruguaiana   

    Curta – A invasão do Alegrete 2009 

    Tão conhecido quanto o Canto Alegretense é a rivalidade entre as vizinhas Alegrete e Uruguaiana. Neste curta de 22 minutos a rivalidade histórica toma forma em um trote.

    Após a instalação do primeiro telefone em Alegrete, dois moradores da cidade rival passam um trote alertando sobre um plano de invasão dos uruguaianenses. E agora, como defender a cidade deste ataque?

    O curta, exibido no Festival de Cinema de Gramado, é ambientado nos anos 1940 e foi rodado na própria cidade de Alegrete.

    Vale a pena conferir: assista aqui

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: