Atualizações de junho, 2011 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 1:41 em 14/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , massagista de modelos, pior emprego do mundo   

    Pior emprego do mundo 

     
  • paulocarames 23:50 em 13/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , garagem hermética, , ,   

    O U2 não chega nem perto 

    No final da década de 1970 a cena musical era tomada de assalto pelo punk. Nova York e Londres convulsionavam ao som de Ramones, Sex Pistols e The Clash – para citar alguns.

    Neste período surgia, em um país um tanto improvável, uma banda que em suas letras pregava a igualdade social e a consciência ambiental. Passados mais de 30 anos eis que esta banda continua na ativa, fazendo shows viscerais e arrebatando velhos e novos fãs.

    Bom, você errou se pensou que o país em questão era a Irlanda e a banda era o U2  (que se tornaria a maior banda pop do planeta). No Brasil o Cólera – Redson (vocal e guitarra), Val (baixo) e Pierre (bateria) – fez parte das principais coletâneas de música punk lançadas no país como Grito Suburbano (1982), SUB (1983), O Começo do Fim do Mundo (1983) e Ataque Sonoro (1985) ao lado de Garotos Podres, Inocentes, Olho Seco e Ratos de Porão.

    Passado aquele primeiro momento em que produzir um disco completo era um feito inimaginável, em 1985 lançaram Tente mudar o amanhã (pelo selo Ataque Frontal) que trazia músicas anti-guerra (Duas Ogivas; Marcha; Amnésia e 1.9.9.2.) e contra o conformismo e a violência policial (Não existe mais; Passeata; São Paulo; Agir e Em Você).

    As letras conscientes e o som furioso ainda estariam presentes nos discos seguintes: Pela Paz em Todo Mundo (1986), Verde, Não Devaste! (1989), Mundo Mecânico, Mundo Eletrônico (1991), Caos Mental Geral (1998) e Deixe a Terra em Paz (2004) além do registro ao vivo da turnê feita pela Europa intitulado European Tour 87 (1988).

    Foto: Homero Pivotto

    Se a estrutura de shows multimilionária do U2 conta com telões de LED e recursos tecnológicos de ponta o Cólera por sua vez fez uma única exigência no show de sexta-feira passada no Garagem Hermética na capital gaúcha: que a estrutura do show proporcionasse um som de qualidade para banda e para o público.

    As cinzas do tal vulcão chileno atrasaram o vôo de Val e Pierre que, com o pano de fundo (vermelho com o nome da banda escrito em branco, simples assim) colocado às pressas, subiram ao palco junto com Redson após a apresentação das duas bandas escaladas para fazer a abertura.

    Foto: Homero Pivotto

    A apresentação começou com Qual violência é pior seguida por Palpebrite, Subúrbio Geral e com 1.9.9.2. no bis. Com letras atemporais e a vitalidade de uma banda em começo de carreira (mas que tem componentes já cinquentões) a viagem no tempo estava garantida – com direito a briga entre punks e carecas, como nos velhos tempos, infelizmente.

    As paradas para ajuste do som e as interrupções causadas pelas brigas não foram capazes de afetar a performance deste grupo lendário que tocou até passado de cinco da manhã e ainda achou disposição para circular pelo bar para trocar uma idéia com os fãs (na faixa dos trinta anos que em sua maioria começou a ouvir a banda ainda em fitas K7 e hoje carrega MP3 deles no celular) e dar esta entrevista ao amigo Homero Pivotto.

    Além desta apresentação a banda ainda tocaria em Ivoti no sábado e em Canoas no domingo. Para quem perdeu fica o consolo de uma eventual vinda ao estado em setembro passando por Caxias do Sul, Rio Grande e Santa Maria.

     
  • paulocarames 2:56 em 13/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , curta, invasão do alegrete, , trote, uruguaiana   

    Curta – A invasão do Alegrete 2009 

    Tão conhecido quanto o Canto Alegretense é a rivalidade entre as vizinhas Alegrete e Uruguaiana. Neste curta de 22 minutos a rivalidade histórica toma forma em um trote.

    Após a instalação do primeiro telefone em Alegrete, dois moradores da cidade rival passam um trote alertando sobre um plano de invasão dos uruguaianenses. E agora, como defender a cidade deste ataque?

    O curta, exibido no Festival de Cinema de Gramado, é ambientado nos anos 1940 e foi rodado na própria cidade de Alegrete.

    Vale a pena conferir: assista aqui

     
  • paulocarames 15:49 em 12/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , dia dos namorados, Dia dos Namorados Macabro, filme para o dia dos namorados, my Bloody Valentine, ,   

    Filme – Dia dos Namorados Macabro (My Bloody Valentine) 1981/2009 

    Trama:
    A delegacia de uma cidade pequena passa a receber uma série de caixas de bombons com corações humanos. De volta à cidade natal após dez anos do massacre do dia dos namorados onde 22 pessoas foram assassinadas, Tom passa a ser o principal suspeito já que os assassinatos acontecem com pessoas próximas a ele.

    Principais Diferenças:
    Não existem. Quase 3 décadas após seu lançamento este clássico do slasher movie ganha uma versão atualizada e com recursos 3D. As duas versões são praticamente iguais, salvo a adição de uma eventual picareta voando pela tela na sua direção.

    Qual assistir:
    Ambos são muito próximos, como é provável que na locadora tenha apenas o filme de 2009, fique com esta opção.

     
  • paulocarames 1:01 em 11/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 2cellos, , , ,   

    Welcome to the Jungle by 2Cellos 

    Versão do clássico dos Guns n’ Roses interpretado com dois cellos.

     
  • paulocarames 3:04 em 10/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: baiano, , carioca, , mineiro, paulista, Reação dos Estados à Temperatura   

    Reação dos Estados à Temperatura 

    30º C ou mais

    Baianos vão a praia, dançam, cantam e comem acarajé.
    Cariocas vão a praia e jogam futebol.
    Mineiros comem um “queijin” na sombra.
    Todos paulistas estão no litoral e enfrentam 2 horas de fila nas padarias e supermercados da região.
    Gaúchos esgotam os estoques de protetor solar e isotônicos da cidade.

    25ºC

    Baianos não deixam os filhos saírem ao vento após as 17 horas.
    Cariocas vão à praia mas não entram na água.
    Mineiros comem um feijão tropeiro.
    Paulistas fazem churrasco nas suas casas do litoral, poucos ainda entram na água.
    Gaúchos reclamam do calor e não fazem esforço devido ao esgotamento físico.

    20ºC

    Baianos mudam os chuveiros para a posição “Inverno” e ligam o ar quente das casas e veículos.
    Cariocas vestem um moleton.
    Mineiros bebem pinga perto do fogão a lenha.
    Paulistas decidem deixar o litoral, começa o trânsito de volta para casa.
    Gaúchos tomam sol no parque.

    15ºC

    Baianos tremem incontrolavelmente de frio.
    Cariocas se reúnem para comer fondue de queijo.
    Mineiros continuam bebendo pinga perto do fogão a lenha.
    Paulistas ainda estão presos nos congestionamentos na volta do litoral.
    Gaúchos dirigem com os vidros abaixados.

    10ºC

    Decretado estado de calamidade na Bahia.
    Cariocas usam sobretudo, cuecas de lã, luvas e toucas.
    Mineiros continuam bebendo pinga e colocam mais lenha no fogão.
    Paulistas vão a pizzarias e shopping centers com a família.
    Gaúchos botam uma camisa de manga comprida.

    5ºC

    Bahia entra no Armagedon.
    César Maia lança a candidatura do Rio para as olimpíadas de inverno.
    Mineiros continuam bebendo pinga e quentão ao lado do fogão a lenha.
    Paulistas lotam hospitais e clínicas devido doenças causadas pela inversão térmica.
    Gaúchos fecham as janelas de casa.

    0ºC

    Não existe mais vida na Bahia.
    No Rio, César Maia veste 7 casacos e lança o “Ixxnoubórdi in Rio”.
    Mineiros entram em coma alcoólico ao lado do fogão a lenha.
    Paulistas não saem de casa e dão altos índices de audiência a Gilberto Barros, Gugu Liberato, Luciana Gimenes e Silvio Santos.
    Gaúchos fazem um churrasco no pátio… Antes que esfrie.

     
  • paulocarames 0:45 em 09/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , pela paz em todo mundo, , , , , tente mudar o amanhã   

    Show – Cólera em Porto Alegre 

    A banda punk paulista formada em 1979 se apresenta na capital gaúcha na sexta-feira (10/6). Na bagagem, hinos como Pela paz em todo mundo, Em Setembro e Vivo na cidade além de outros petardos de discos emblemáticos como Tente mudar o amanhã (1984) e Verde não devaste (1989).

    No início da carreira o Cólera fez parte das principais coletâneas de música punk lançadas no país – Grito Suburbano (1982), SUB (1983) e Ataque Sonoro (1985) – ao lado de Garotos Podres, Inocentes e Ratos de Porão.

     
  • paulocarames 0:14 em 09/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , krist novoselic, , , , , , white limo   

    CD – Foo Fighters: Wasting Light 2011 

    O Foo Fighters acaba de lançar Wasting Light, sétimo álbum da banda e que chega às lojas após quatro anos de hiato – período em que Dave Grohl se dedicou ao Them Crooked Vultures.

    Produzido por Butch Vig (sim, o mesmo do lendário Nevermind) e gravado na garagem de Grohl usando equipamentos analógicos, o disco ganhou uma mini tour de divulgação pela garagem de fãs que se cadastravam no site da banda e podiam ser incluídos no itinerário do grupo.

    Destaque para I Should Have Known que contou com o também ex-Nirvana, Krist Novoselic. Os clipes da banda continuam divertidíssimos como provam White Limo com direito a Lemmy do Motorhead atuando como motorista e Walk com Grohl parodiando William Foster, personagem de Michael Douglas em Um dia de fúria (1993).

    Track List:
    01. “Bridge Burning”
    02. “Rope”
    03. “Dear Rosemary”
    04. “White Limo”
    05. “Arlandria”
    06. “These Days”
    07. “Back & Forth”
    08. “A Matter of Time”
    09. “Miss the Misery”
    10. “I Should Have Known”
    11. “Walk”

     
  • paulocarames 22:53 em 08/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , eduardo e mônica, ,   

    Eduardo e Mônica – o Filme 

    Sempre fui contra jabá. De operadora de telefonia então, nem se fala. Mas este vídeo merece.

     
  • paulocarames 0:45 em 08/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , craque, ,   

    Nada a declarar: #Fenômeno 

     
  • paulocarames 0:15 em 08/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , derrick green, , , , ,   

    CD – Sepultura: Kairos 2011 

    Programado para dia 24 próximo o lançamento de Kairos, 12º álbum da mais internacional das bandas brasileiras de metal. O Sepultura, que já havia perdido Max Cavalera no auge do sucesso de Roots em 1996 e seu irmão Igor dez anos mais tarde, conta hoje apenas com o baixista Paulo Jr da formação original.

    O lançamento é o segundo da atual formação (Andreas Kisser, Derrick Green, Paulo Jr. e Jean Dollabella) e sucede A-Lex de 2009 com produção e Roy Z (Judas Priest, Bruce Dickinson e Helloween). Após uma audição para alguns amigos e jornalistas especializados hoje (7/6), Andreas desabafou considerando injusto o tratamento dispensado por alguns fãs que reclamam da banda em fóruns na internet e criticam a direção artística tomada pelos músicos.

    Uma primeira audição de Kairos remete a mesma estranheza causada por Against em 1998 (primeiro álbum com Derrick no lugar de Max). O fato é que o Sepultura não é o mesmo sem os irmãos Cavalera, assim como eles por si só não personificam a banda (vide os dois álbuns do Cavalera Conspiracy).

    Ainda de acordo com Andreas, o título do disco foi inspirado na mitologia grega e significa ‘momento certo’, que no entendimento do guitarrista representaria a nova fase da banda. As sessões de gravação que duraram cerca de um mês, entre janeiro e fevereiro deste ano, podiam ser acompanhadas via internet pela tv Trama.

    Disponível apenas em cd, Kairos deve ganhar duas versões. Uma com 15 músicas e a versão deluxe com making of e 2 músicas extras (inclusive duas covers: ‘Just One Fix’ do Ministry e ‘Firestarter’ do Prodigy).

    Ficou em cima do muro entre o velho e o novo Sepultura? Na dúvida: volume máximo, se os vizinhos reclamarem, tá tudo certo.

    Track list:
    01.”Spectrum”
    02.”Kairos”
    03.”Relentless”
    04.”2011″
    05.”Just One Fix (Ministry cover)”
    06.”Dialog”
    07.”Mask”
    08.”1433″
    09.”Seethe”
    10.”Born Strong”
    11.”Embrace the Storm”
    12.”5772″
    13.”No One Will Stand”
    14.”Structure Violence (Azzes)”
    15.”4648″
    16.”Firestater (The Prodigy cover) (Deluxe Edition)”
    17.”Point of No Return (Deluxe Edition)”

     
    • Ed Junior 13:37 em 26/06/2011 Link Permanente | Resposta

      O cd Kairos, é sem sombra de duvidas nenhuma, excelente, isso sim é o Sepultura que muita que eu queria ver.
      Acho que o Max esta morrendo de inveja agora, hehehe.

      • carames 13:47 em 26/06/2011 Link Permanente | Resposta

        pois é, o Max entrou num loop contínuo naquela bateção de tambor dele, hehehe.
        Ed, valeu pelo comentário.

  • paulocarames 1:21 em 07/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , mostra hitchcock,   

    Mostra exibe obra de Hitchcock 

    A mostra tem cursos, debates além de exibir 59 filmes e 127 episódios de séries de tv totalizando 8954 minutos da obra de Alfred Hitchcock, mestre do suspense.

    Mais informações no site http://www.hitchcock.com.br
    Imperdível.

     
  • paulocarames 0:09 em 07/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: acidente narrado,   

    Acidente de trânsito narrado 

     
  • paulocarames 13:52 em 06/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: anvil, , , , story of anvil   

    DVD – Anvil! The Story of Anvil 2008 

    No verão de 1984 quatro gigantes do rock (Scorpions, Bon Jovi, Whitesnake e Anvil) excursionaram juntos. Mais tarde, eles venderiam milhões de discos e conquistariam fama e dinheiro. Bem, nem todos pois Anvil foi exceção. Fazendo uma analogia com o futebol, seria algo como comparar a Portuguesa com um dos quatro grandes de São Paulo.

    Precursores do speed metal e influência para bandas como Metallica, a banda canadense formada no final dos anos 1970 já lançou mais de uma dezena de álbuns sem que tenha conseguido o estrelato ou o reconhecimento de grandes do gênero surgidas depois como o big four – Metallica, Slayer, Megadeth e Anthrax. Pelo contrário, toca em lugares cada vez menores e para um público cada vez mais diminuto.

    No entanto, um dos melhores documentários musicais já feitos, ao lado de Beyond the Lighted Stage (2010). O documentário do (também canadense) Rush registra de certa forma o renascimento da banda com o interesse do público brasileiro dando novo fôlego à banda. Classificado pelo London Times como ‘o melhor filme sobre rock n’ roll já feito’ The Story of Anvil mostra seus integrantes ainda lutando por fama e sucesso com mais de 30 anos de carreira nas costas.

    Dirigido por Sacha Gervasi, ex-roadie da banda, com depoimentos de Slash, Lemmy e Lars Ulrich o documentário mostra um drama aos moldes dos filmes do boxeador Rocky Balboa. Aqui o diretor acerta a mão ao mostrar um motorista e um carpinteiro, cinquentões e sensíveis, que são reverenciados na Europa e no Japão mas que em seu país não conseguem lançar seu novo disco por ser considerado ultrapassado pelos padrões musicais atuais.

    Não é um filme apenas sobre heavy metal, mas sim, sobre amizade e sobre perseguir um sonho. Mesmo que ele pareça inalcançável. Comovente.

     
  • paulocarames 0:56 em 05/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , fresh fruit for rotting vegetables, , melhores discos punk de estréia, , punk's not dead, , , ,   

    Os 5 melhores discos de estréia (punk) 

    A Ultimate Classic Rock divulgou uma lista com o que considera os 10 melhores álbuns de estréia mas acabou deixando o punk de lado. Justiça seja feita:

    1: ‘Ramones’ – Ramones

    Pedra fundamental do punk. Bastaram 29 minutos de música e três acordes para quatro novaiorquinos do Queens fazerem história.

    2: ‘Nevermind the Bollocks, Here’s The Sex Pistols’ – Sex Pistols

    Influenciados pelos Ramones, Johnny Rotten e cia fizeram um dos melhores discos da história e de quebra afrontaram a realeza britânica.

    3: ‘The Clash’ – The Clash

    Política e incendiária mistura de rock e ska.

    4: ‘Fresh Fruit for Rotting Vegetables’ – Dead Kennedys

    Um petardo contra o governo Reagan e a classe média americana conservadora.

    5: ‘Punk’s not Dead’ – The Exploited

    Resposta dos moicanos escoceses à música new wave do começo dos anos 1980.

     
  • paulocarames 0:21 em 04/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , roda punk dos docinhos   

    Roda punk dos docinhos 

    Tem que ser hard, tem que ser core, tem que ser Hardcore.

     
  • paulocarames 1:01 em 03/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , coloridos, restart não mamãe   

    Restart não mamãe 

    Tortura.

     
  • paulocarames 0:16 em 03/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , jamari frança, , , , vamo batê lata   

    Livro – Os Paralamas do Sucesso: Vamo Batê Lata 

    Biografia dos Paralamas do Sucesso conduzida por Jamari França com absoluto conhecimento de causa de quem é repórter e crítico musical desde os anos 1970 e que por diversas vezes teve a oportunidade de entrevistar os integrantes da banda.

    Com acesso livre ao backstage do grupo, temos a história da banda desvendada ainda nos primeiros ensaios na casa da vovó Ondina, começo improvável nos tempos de faculdade.

    Com o passar do tempo a mistura de rock e ska foi amadurecendo, em 1985 já com dois LPs lançados, a banda tocou no Rock in Rio, pontapé inicial do rock n’ roll no país. Em 1986 eles participariam do Festival de Jazz de Montreux, mesmo ano do lançamento de Selvagem?, disco épico da banda – um dos melhores já lançados no rock nacional.

    De lá pra cá a banda tentou o sucesso no mercado latino, marcou presença fácil nas paradas de sucesso e nas trilhas de novelas. Herbert Vianna lançou três discos solo e outros tantos à frente dos Paralamas.

    Em 2001 Herbert sofreu um acidente com o ultraleve que pilotava e que acabou vitimando sua esposa, a jornalista inglesa Lucy. Após um longo processo de recuperação de seu líder, a banda retomou as atividades e continua na ativa.

    Estas e outras histórias que compõe a cronologia de um dos principais grupos do rock Brasil dos anos 1980 em um livro que contou com a colaboração de integrantes e familiares da banda, com direito a uma passagem por Santa Maria em outubro de 1994 quando Herbert apresentou a música Luis Inácio (300 picaretas) para a banda em um quarto de hotel. Editora 34, 352 páginas.

     
  • paulocarames 1:48 em 02/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: ana maria braga, , quem nunca comeu um rabo?   

    Ana Maria Braga: “quem nunca comeu um rabo?” 

    pois é.

     
  • paulocarames 21:24 em 01/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , banda mais influente, , , bullet for my valentine, , , , linkin park, , my chemical romance, , slipknot   

    As bandas mais influentes dos últimos 30 anos 

    A revista Kerrang nomeou os americanos do Metallica como a banda mais influente dos últimos 30 anos. O baterista da banda Lars Ulrich comemorou a escolha dizendo-se um fã da publicação britânica desde o seus primórdios. Confira os 10 melhores colocados:

    01. Metallica
    02. Green Day
    03. Iron Maiden
    04. Slipknot
    05. My Chemical Romance
    06. Linkin Park
    07. Bullet for my Valentine
    08. Blink 182
    09. Ozzy Osbourne
    10. Foo Fighters

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: