Documentário – Foo Fighters: Back and Forth 2011 

O aguardado Back and Forth estreou no final do último mês em 65 salas de cinema do país e em seguida deve chegar às lojas em DVD e Blu-ray. A direção ficou por conta de James Moll, vencedor do Oscar de melhor documentário por The Last Days (1998).

O vídeo começa mostrando fotos de infância ao embalo de Ramones, Motorhead e outras bandas do final da década de 1970, início de 1980 que influenciaram Dave Grohl, Taylor Hawkins, Nate Mendel, Chris Shiflett e Pat Smear.

Nirvana, Sunny Day Real State, The Germs, Alanis Morrissette e Queens of the Stone Age fazem parte da história dos membros do Foo Fighters e durante os pouco mais de 90 minutos, do fim do Nirvana ao lançamento do último disco do FF (Wasting Light) atuais e todos os ex-integrantes narram os últimos 16 anos na estrada e eventualmente, em estúdio.

O tom é intimista e confessional deixando espaço para que cada um de sua versão dos fatos, incluindo brigas, separações e problemas com drogas. Dave Grohl não só é o faztudo da banda (no primeiro disco, por exemplo, ele gravou todos os instrumentos e chamou a banda apenas para excursionar) como é claramente quem tem a última palavra impondo sua vontade para garantir que a gravação fique à altura de sua expectativa. O que nem sempre lhe garante vida fácil à frente do grupo.

Com sete discos de estúdio, um bom número de hits de sucesso e clipes engraçadíssimos que viraram marca registrada, esta é uma das melhores bandas da atualidade, o documentário, idem.