A CORRIDA DO AMANTE


O SUJEITO ESTÁ NA CAMA COM A AMANTE QUANDO OUVE OS PASSOS DO MARIDO DELA.
A MULHER MANDA-O PEGAR AS ROUPAS E PULAR PELA JANELA.
ELE RELUTA, PORQUE ESTÁ CAINDO UMA CHUVA FORTE.
MAS, NÃO TENDO OUTRO JEITO, PULA E CAI NA RUA, NO MEIO DE UMA MARATONA.
ELE APROVEITA E CORRE JUNTO COM OS OUTROS, QUE O OLHAM DE UM JEITO ESQUISITO.
AFINAL, ELE ESTÁ PELADO!

UM CORREDOR PERGUNTA:

  • Você sempre corre assim pelado?
  • Sim! – responde o amante – É tão bom ter essa sensação de liberdade…

OUTRO CORREDOR PERGUNTA:

  • Mas você sempre corre assim pelado carregando suas roupas?

O SUJEITO NÃO SE DÁ POR VENCIDO:

  • Eu gosto assim. Posso me vestir no fim da corrida e pegar o carro pra ir pra casa.

UM TERCEIRO CORREDOR INSISTE:

  • Mas você sempre corre assim pelado carregando suas roupas e com uma camisinha no pinto?
  • …. SÓ QUANDO ESTÁ CHOVENDO.