C. J. Ramone (8 de outubro de 1965)


Christopher Joseph Ward começou a carreira numa banda de metal chamada Guitar Pete’s Axe Attack com a qual gravou dois discos: Dead Soldier’s Revenge de 1985 e Nitemare de 1986.

Mas foi em 1989 em sua nova banda é que ele ficou conhecido. Recrutado após diversos testes ele substituiu Dee Dee à frente do baixo dos Ramones e foi logo batizado – CJ Ramone.

Sua estréia nos palcos foi em 30 de setembro daquele ano em Leicester na Inglaterra durante a turnê do álbum Brain Drain. Em 1991, CJ gravou seu primeiro álbum como um Ramone (Loco Live) e no ano seguinte seu primeiro registro em estúdio (Mondo Bizarro).

Após o fim da banda ele seguiu em um novo projeto chamado Los Gusanos (que em 1994 havia lançado o EP I’d Love to Save The World e um split com Youth Gone Mad) além do disco Los Gusanos de 1998 produzido por Daniel Rey – produtor de vários discos dos Ramones.

Em 2000 ele formou a The Warm Jets que teve um single lançado. No ano seguinte eles mudaram o nome para Bad Chopper evitando confusão com uma banda britânica de mesmo nome. Já em 2003 eles lançaram um novo EP (Real Bad Time), e em 2007 um disco que levava o nome do projeto.

CJ ganhou seu primeiro baixo aos 13 anos e apesar de ter iniciado em uma banda de heavy metal, suas principais influências sempre foram Sid Vicious (Sex Pistols), Paul Simonon (The Clash) e Dee Dee (Ramones).

Descendente de indígenas, CJ tem interesse particular por este tema e também por tatuagens e motos. Ex-marine americano ele chegou a ser preso por deserção e quase ficou de fora da banda.

Com a questão legal já resolvida ele foi treinado por Johnny que descreveu o processo: “Eu dizia: CJ, olhe para lá e não para Marc. Olhe para o espelho. Quando você me vir avançando, avance também. Mantenha o baixo abaixo da cintura. Abra as pernas. Olhe pra frente, toque pra frente”.

CJ e Johnny faziam aniversário na mesma data e no funeral do amigo ele fez questão de manifestar a admiração que tinha pelo parceiro.

Abaixo você confere alguns vídeos de CJ em ação com Johnny nos Ramones e em carreira solo com Los Gusanos e também Bad Chopper. Detalhe, na entrevista que você vê abaixo o divórcio a que ele se refere é da sobrinha de Marky Ramone com quem era casado.





Anúncios