Ramones no Hall da Fama do Rock n’ Roll


E o reconhecimento aos pais do punk finalmente veio de maneira oficial. Em 18 de março de 2002 eles foram incluídos no Hall da Fama do Rock n’ Roll em cerimônia que ocorreu no Waldorf Astoria em Nova Iorque.

O discurso de apresentação ficou por conta de Eddie Vedder, grande amigo de Johnny Ramone. Ficaram de fora da cerimônia Joey Ramone, falecido no ano anterior, e Richie Ramone (baterista em 3 discos e 400 shows e que não foi convidado).

Além deles, CJ Ramone participou assistindo ao evento da platéia mas teve seu nome citado por Vedder durante seu discurso – a organização do evento teria deixado o baixista de fora da homenagem. Fazendo o papel de fã, o vocalista do Pearl Jam reconheceu a relevância de CJ e a influência para os fãs de hardcore e puxou a fila nos aplausos ao músico.

Johnny, de braços cruzados, parecia desconfortável com a situação. Ele, aliás, ao final do discurso agradeceu ao (agora ex) presidente americano George W Bush enquanto Dee Dee, caricato como sempre, agradeceu a si mesmo.

Já o ex-baterista e produtor Tommy Ramone, hoje único membro fundador ainda vivo, destacou a importância que este tipo de reconhecimento tinha para o vocalista Joey Ramone e o quanto eles gostavam uns dos outros apesar das brigas.





Anúncios