Atualizações de setembro, 2012 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • carames 12:00 em 30/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Chuta que é político,   

    Chuta que é político 

    Anúncios
     
  • carames 13:02 em 29/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , paradoxx, , , , , , , , ,   

    LP/CD – Marky Ramone and The Intruders: Marky Ramone and The Intruders 1997 


    Quando os Ramones anunciaram o fim das atividades em 1996, apenas Johnny parou realmente. CJ Ramone seguiu em frente ao lado dos Los Gusanos, Joey Ramone dedicou-se a diversos e diferentes projetos e Marky caiu na estrada com sua banda de apoio, The Intruders.

    Foi na companhia de Johnny Pisano (baixo e vocal), Skinny Bones (Guitarra e vocal) e Ratboy (guitarra) que Marky passou pelo Brasil divulgando este álbum que leva o nome do projeto que duraria dois discos.

    A capa é inspirada no cartaz do filme O Ataque da Mulher de 15 Metros de 1958. Marky é fã e colecionador de filmes B antigos com temática ficção/terror.

    Este – ao lado do Reconquista de CJ – é o melhor disco solo de um Ramone solo. A edição brasileira distribuída pela Paradoxx continha, erroneamente, creditado na contracapa a versão em espanhol de 3 Cheers for you.

    Além da releitura de Anxiety (gravada originalmente em Mondo Bizarro) e da cover dos Kinks (Better Things) este disco só tem material de primeira. Ainda assim Telephone Love, Maybe tomorrow (num dos mais ramônicos momentos do álbum: “Maybe tomorrow, but today, tomorrow never comes“) e Coward with a gun merecem atenção especial, assim como 3 Cheers for you, homenagem aos fãs do Brasil, Chile e Argentina.

    Entre um show e outro divulgando o álbum (como o Close Up Festival), sobrou tempo para participar de um programa de tv e gravar um clipe no Brasil. O resultado, você confere abaixo.

    Ficha Técnica:
    Blackout! Records – produzido por Marky Ramone e Skinny Bones

    Johnny Pisano – baixo e vocal
    Skinny Bones – guitarra e vocal
    Ratboy – guitarra
    Marky Ramone – bateria

    Traklist:
    01 Oh, No Not Again (Marky Ramone, Skinny Bones) – 2:30
    02 Can’t Take It With You (Marky Ramone, Mark Neuman) – 2:19
    03 I Wants My Beer (Marky Ramone, Skinny Bones) – 2:04
    04 Telephone Love (Marky Ramone, Fred Bell) – 2:03
    05 Coward With a Gun (Marky Ramone, Skinny Bones) – 2:01
    06 Maybe Tomorrow (Marky Ramone, Mark Neuman, Bob Tansey) – 2:12
    07 3 Cheers for You (Marky Ramone, Skinny Bones) – 2:30
    08 Good Luck You’re Gonna Need It (Marky Ramone, Mark Neuman) – 2:47
    09 Anxiety (Marky Ramone/Garrett James Uhlenbrock) – 2:07
    10 Back Off (Marky Ramone, Skinny Bones) – 2:00
    11 Man of God (Marky Ramone, Mark Neuman) – 3:20
    12 Holding a Grudge (Marky Ramone, Mark Neuman) – 2:45
    13 Better Things (Ray Davies) – 2:48





    marky ramone and the intruders (4)marky ramone and the intruders (5)

    Singles:



     
  • carames 15:17 em 28/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , Salad Days, The Washington DC Punk Revolution   

    Salad Days: The Washington DC Punk Revolution – Trailer 

     
  • carames 12:00 em 28/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , nada político   

    Nada político 

     
  • mateus 9:30 em 28/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: Adam Jones, Adrian Smith, , , , Damageplan, Dave Murray, , Dokken, , Eddie Van Halen, George Lynch, Gibson, Helloween, , , Janick Gers, John Petrucci, , , , , , Randy Rhoads, , Symphony X, Tony Iommi, Tool, ,   

    Os 10 maiores guitarristas de todos os tempos 

    Esta semana a Gibson, renomada fabricante de guitarras, divulgou sua lista dos 10 maiores guitarristas de todos os tempos.
    Fora a inquestionável primeira colocação de Tony Iommi (Black Sabbath), as demais são discutíveis. E muito.
    Pra começar, Adam Jones (Tool) e George Lynch (Dokken). Tem muita gente boa por aí que poderia ocupar o lugar deles.
    Ninguém lembrou de Dave Mustaine (Megadeth), Michael Romeo (Symphony X), Michael Weikath (Helloween), entre outros?
    E já que Kirk Hammett e James Hetfield (Metallica) dividem uma colocação, por que não poderiam Kerry King e Jeff Hanneman (Slayer) também dividir uma? Ou K.K. Downing e Glenn Tipton (Judas Priest)?
    Aliás, se Dave Murray e Adrian Smith (Iron Maiden) também compartilham a mesma e injusta 9ª posição, por que não colocar aí também Janick Gers?
    Enfim, o que se sabe é que mesmo que a lista fosse de 50 nomes, ainda assim haveria discussão.
    Quem explica é a Gibson. Veja a matéria completa.

    Segue a lista:

    1. Tony Iommi (Black Sabbaht/Heaven & Hell)

    2. Kirk Hammett e James Hetfield (Metallica)

    3. Randy Rhoads (Ozzy Osbourne)

    4. John Petrucci (Dream Theater)

    5. Dimebag Darrell (Pantera/Damageplan)

    6. Eddie Van Halen (Van Halen)

    7. Zakk Wylde (Ozzy Osbourne/Black Label Society)

    8. Adam Jones (Tool)

    9. Dave Murray e Adrian Smith (Iron Maiden)

    10. George Lynch (Dokken)

     
  • carames 0:45 em 28/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , MMDC, , Que Esse Grito Não Seja em Vão,   

    Que esse grito não seja em vão – tributo a Redson do Cólera 


    Em 27 de setembro de 2011 morria Redson Pozzi – vocalista e guitarrista da banda Cólera – aos 49 anos. Os tributos e as referências à obra de Redson só aumentaram de lá pra cá.

    Chegou a vez do documentário “Que esse grito não seja em vão” lembrar a vida e a obra do vocalista em pré-estréia no dia 29 de setembro (sábado). A premiere vai acontecer durante o show tributo no Hangar 110 em São Paulo que terá como atrações a nova formação do Cólera e as bandas Agrotóxico e MMDC.

    Enquanto isto, você confere além do teaser do que rola no sábado, os documentários 20 minutos de Cólera (1989) e Três acordes de Cólera (2005)



     
  • mateus 21:36 em 27/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , Cliff Burton, ,   

    26 anos sem Cliff Burton 

    No dia 27 de setembro de 1986 morria Cliff Burton, baixista do Metallica.
    Em meio à turnê “Damage Inc.”, a qual promovia o álbum “Master Of Puppets”, a banda havia tocado em Estocolmo e, no ônibus após o show, como sempre fazia, tirou a sorte nas cartas para ver quem dormiria no beliche de cima, mais confortável. O baixista foi o vencedor.
    Na comuna de Ljungby, região sul da Suécia, o ônibus da banda derrapou no gelo acumulado na pista e capotou.
    Cliff foi arremessado para fora do ônibus, que ao capotar, caiu em cima dele.
    Dono de um estilo próprio, Clifford Lee Burton era um dos mais talentosos e promissores músicos do heavy metal.
    Durante o funeral, foi tocada a faixa instrumental “Orion”, a qual contém um solo de baixo de Cliff.
    A música nunca havia sido tocada por inteiro até a “Escape from the Studio ’06 Tour”, no Rock Am Ring Festival, em 3 de junho de 2006. Esta turnê comemorava os 20 anos do álbum “Master Of Puppets” e também homenageava os 20 anos da morte do baixista.

     
  • carames 12:06 em 27/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , new york city, , , ,   

    Joey Ramone: New York City 

     
  • mateus 16:45 em 26/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: abbey road, apple records,   

    43 anos de “Abbey Road” 

    Em 26 de setembro de 1969 era lançado na Inglaterra o 12º disco dos Beatles, “Abbey Road”.

    O álbum foi gravado meses depois das sessões que originaram “Let It Be”, embora tenha sido lançado antes do mesmo, sendo este o último registro dos Beatles em estúdio.

    A capa contém, talvez, uma das imagens mais emblemáticas de todos os tempos no cenário do rock, mas a mesma era só um dos elementos de um álbum histórico, cujo título remete à rua, de mesmo nome, onde se situa o Abbey Road Studio.

    A foto foi tirada no dia 8 de agosto de 1969 numa sessão de seis fotos que levaram não mais do que 10 minutos, nos quais Lennon só queria “tirar a foto e sair logo dali, deveríamos estar gravando o disco e não posando pra fotos idiotas”.

    Idiota ou não, a capa foi objeto de teorias de que Paul McCartney teria morrido em um acidente de carro em 1966 e substituído por um sósia. Segundo alguns “beatlemaníacos”, a foto contém pistas disso, como por exemplo, os pés descalços de Paul, seus olhos fechados, o carro vindo em sua direção, entre outras.

    Para brincar com a lenda, o próprio McCartney, em 1993, lançou o álbum “Paul is Alive”, cuja capa mostra ele na mesma faixa de pedestres.

    A lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame coloca “Abbey Road” na 12ª posição, atrás de outros discos como “Ten” do Pearl Jam, “Nevermind” do Nirvana, “IV” do Led Zeppelin e “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” dos próprios Beatles.

    Segundo a revista Rolling Stone, “Abbey Road” é o 14º melhor álbum de todos os tempos.

    Ficha Técnica:

    Gravação: Abbey Road e Trident Studios (Londres) entre 22 e fevereiro e 20 de agosto de 1969

    Produção: George Martin

    Gravadora: Apple Records

    Traklist:

    1 – Come Together
    2 – Something
    3 – Maxwell’s Silver Hammer
    4 – Oh! Darling
    5 – Octopus’s Garden
    6 – I Want You (She’s So Heavy)
    7 – Here Comes the Sun
    8 – Because
    9 – You Never Give Me Your Money
    10 – Sun King
    11 – Mean Mr. Mustard
    12 – Polythene Pam
    13 – She Came in Through the Bathroom Window
    14 – Golden Slumbers
    15 – Carry That Weight
    16 – The End
    17 – Her Majesty

     

     
  • Leandro Araujo 14:52 em 26/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: malas, th voice brasil   

    The Voice Brasil – o novo programa “musical” da família brasileira. 

    Fonte:  https://www.facebook.com/OVeioDesigner?ref=hl

     
  • carames 12:00 em 26/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,   

    Emmy 2012 | Conheça os vencedores 


    A Academia de Televisão, Artes e Ciências realizou neste domingo, 23 de setembro, a entrega das estatuetas do Emmy 2012. A cerimônia, que revelou os melhores da televisão dos EUA no período de junho de 2011 a maio de 2012, foi apresentada pelo comediante Jimmy Kimmel.

    Dos grandes indicados da noite, American Horror Story ganhou apenas dois prêmios, com Mad Men saindo de mãos vazias pela primeira vez desde sua estreia. Modern Family e Homeland foram os vencedores das principais categorias, levando também o maior número de estatuetas para casa.

    Os ganhadores aparecem listados em negrito:

    Melhor série dramática

    Melhor atriz em série dramática

    • Kathy Bates – Harry’s Law
    • Glenn Close – Damagens
    • Claire Danes – Homeland
    • Michelle Dockery – Downton Abbey
    • Julianna Margulies – The Good Wife
    • Elizabeth Moss – Mad Men

    Melhor ator em série dramática

    • Hugh Bonneville – Downton Abbey
    • Steve Buscemi – Boardwalk Empire
    • Michael C. Hall – Dexter
    • Bryan Cranston – Breaking Bad
    • Jon Hamm – Mad Men
    • Demian Lewis – Homeland

    Melhor atriz coadjuvante em série dramática

    • Christine Baranski – The Good Wife
    • Joanne Froggatt – Downton Abbey
    • Anna Gunn – Breaking Bad
    • Christina Hendricks – Mad Men
    • Archie Panjabi – The Good Wife
    • Maggie Smith – Downton Abbey

    Melhor ator coadjuvante em série dramática

    • Jim Carter – Downton Abbey
    • Brendan Coyle – Downton Abbey
    • Peter Dinklage – Game of Thrones
    • Giancarlo Esposito – Breaking Bad
    • Aaron Paul – Breaking Bad
    • Jared Jarris – Mad Men

    Melhor atriz convidada em série dramática

    • Joan Cusack – Shameless
    • Loretta Devine – Grey’s Anatomy
    • Julia Ormond – Mad Men
    • Martha Plimpton – The Good Wife
    • Jean Smart – Harry’s Law
    • Uma Thurman – Smash

    Melhor ator convidado em drama

    • Dylan Baker – The Good Wife
    • Jeremy Davies – Justified
    • Ben Feldman – Mad Men
    • Michael J. Fox – The Good Wife
    • Mark Margolis – Breaking Bad
    • Jason Ritter – Parenthood

    Melhor série cômica

    • 30 Rock
    • The Big Bang Theory
    • Curb Your Enthusiasm
    • Girls
    • Modern Family
    • Veep

    Melhor atriz em série cômica

    • Zooey Deschanel – New Girl
    • Lena Dunham – Girls
    • Edie Falco – Nurse Jackie
    • Tina Fey – 30 Rock
    • Julia Louis-Dreyfus – Veep
    • Melissa McCarthy – Mike & Molly
    • Amy Poehler – Parks and Recreation

    Melhor ator em série cômica

    • Alec Baldwin – 30 Rock
    • Louis C.K. – Louie
    • Don Cheadle – House of Lies
    • Jon Cryer – Two and a Half Men
    • Larry David – Curb Your Enthusiasm
    • Jim Parsons – The Big Bang Theory

    Melhor atriz coadjuvante em série cômica

    • Mayim Bialik – The Big Bang Theory
    • Julie Bowen – Modern Family
    • Kathryn Joosten – Desperate Housewives
    • Sofia Vergara – Modern Family
    • Merritt Wever – Nurse Jackie
    • Kristen Wiig – Saturday Night Live

    Melhor ator coadjuvante em série cômica

    • Ty Burrell – Modern Family
    • Jesse Tyler Ferguson – Modern Family
    • Max Greenfield – New Girl
    • Bill Hader – Saturday Night Live
    • Ed O’Neill – Modern Family
    • Eric Stonestreet – Modern Family

    Melhor atriz convidada em série cômica

    • Elizabeth Banks – 30 Rock
    • Kathy Bates – Two and a Half Men
    • Margaret Cho – 30 Rock
    • Dot-Marie Jones – Glee
    • Melissa McCarthy – Saturday Night Live
    • Maya Rudolph – Saturday Night Live

    Melhor ator convidado em série cômica

    • Will Arnett – 30 Rock
    • Bobby Cannevale – Nurse Jackie
    • Jimmy Fallon – Saturday Night Live
    • Michael J. Fox – Curb Your Enthusiasm
    • Jon Hamm – 30 Rock
    • Greg Kinnear – Modern Family

    Melhor minissérie ou filme feito para TV

    • American Horror Story
    • Game Change
    • Hatfields & McCoys
    • Hemingway & Gellhorn
    • Luther
    • Sherlock: “A Scandal in Belgravia”

    Melhor atriz em minissérie ou filme feito para TV

    • Connie Britten – American Horror Story
    • Ashley Judd – Missing
    • Nicole Kidman – Hemingway & Gellhorn
    • Julianne Moore – Game Change
    • Emma Thompson – The Song of Lunch

    Melhor ator em minissérie ou filme feito para TV

    • Kevin Costner – Hatfields & McCoys
    • Benedict Cumberbatch – Sherlock: “A Scandal in Belgravia”
    • Idris Elba – Luther
    • Woody Harrelson – Game Change
    • Clive Owen – Hemingway & Gellhorn
    • Bill Paxton – Hatfields & McCoys

    Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou filme feito para TV

    • Frances Conroy – American Horror Story
    • Judy Davis – Page Eight
    • Jessica Lange – American Horror Story
    • Sarah Paulson – Game Change
    • Mare Winningham – Hatfields & McCoys

    Melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme feito para TV

    • Tom Berenger – Hatfields & McCoys
    • Martin Freeman – Sherlock: “A Scandal in Belgravia”
    • Ed Harris – Game Change
    • Denis O’Hare – American Horror Story
    • David Strathairn – Sherlock: “A Scandal in Belgravia”

    Melhor programa de variedade, música ou comédia

    • The Colbert Report
    • The Daily Show with Jon Stewart
    • Jimmy Kimmel Live
    • Late Night with Jimmy Fallon
    • Real Time with Bill Maher
    • Saturday Night Live

    Fonte: Omelete.

     
  • Leandro Araujo 22:02 em 25/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , galvão, perfil   

    Perfil do Galvão Bueno no Facebook. 

    Essa vai para o Paulo Caramês que é muito fã do Galvão … hehehe.

    fonte: http://kibeloco.com.br/2012/08/15/status-parte-13/

     
  • Leandro Araujo 21:01 em 25/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: porta dos fundos, rh, setor   

    SuperGêmeos – Setor de RH 

    Essa já assisti várias vezes mas vale o registro. hehe. abraço.

     
  • carames 12:10 em 25/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , guri de uruguaiana, Vote Guri de Uruguaiana   

    Vote Guri de Uruguaiana 

     
  • carames 12:08 em 24/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: A melhor versão já feita de Thriller, , , , thriller   

    A melhor versão já feita de Thriller 

     
  • carames 12:17 em 23/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: A Galinha Rafinha,   

    A Galinha Rafinha 

     
  • carames 15:49 em 22/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: 15 de junho, , , , , , , , Hirsh Gardner, , , , , , , , ,   

    CD – The Ramainz: Live in NYC 2002 


    Live in NYC é o registro oficial do projeto The Ramainz, encontro de Dee Dee e Marky Ramone tocando músicas, dos Ramones – exceção para Rock n’ roll vacation in LA e Hop around, composições da carreira solo de Dee Dee.

    A dupla se juntou à Barbara Zampini, então esposa de Dee Dee – aqui estranhamente batizada de Barbara Ramone – e que já havia gravado com ele anteriormente. CJ Ramone chegou a integrar o projeto em alguns shows, embora não faça parte deste registro gravado em 15 de junho de 1999.

    Anteriormente conhecida por The Remains, a banda tributo durou até 2002 quando Dee Dee morreu. O disco seria lançado em 8 de outubro daquele ano – coincidentemente, aniversário de CJ e Johnny.

    Ficha Técnica:
    Sanctuary Records – produzido por Marky Ramone e Hirsh Gardner

    Dee Dee Ramone – vocal e guitarra
    Barbara Zampini (Barbara Ramone) – baixo e vocal
    Marky Ramone – bateria

    Traklist:
    01 – rockway beach
    02 – commando
    03 – i don’t care
    04 – teenage lobotomy
    05 – beat on the brat
    06 – chinese rocks
    07 – rock n’ roll vacation in la
    08 – listen to my heart
    09 – i don’t wanna walk around with you
    10 – i wanna be sedated
    11 – cretin hop
    12 – hop around
    13 – sheena is a punk rocker
    14 – I Just Want to Have Something to Do
    15 – gimme gimme shock treatment
    16 – wart hog
    17 – chain saw
    18 – judy is a punk
    19 – loudmouth
    20 – blitzkrieg bop
    21 – 53rd & 3rd






    Mais sobre o disco*:
    * Revista Bizz fevereiro de 2001.


     
  • carames 13:37 em 21/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: A vida conjugal e a mala,   

    A vida conjugal e a mala 

    Até a década de 70, se a mulher descobrisse uma traição ela perdoava e cuidava do marido, com medo de ser abandonada…

    Na década de 80, se a mulher descobrisse uma traição juntava as próprias coisas na mala e ia embora…

    Na década de 90, se a mulher descobrisse uma traição juntava as coisas do marido na mala e o mandava embora…

    Hoje, quando a mulher descobre a traição junta o marido em pedaços na mala e joga fora.

    Entonces…vê se te cuida, galo velho!

     
    • Anne Ramone 18:48 em 21/09/2012 Link Permanente | Resposta

      Por isso eu sempre aconselho: -Ladys, uma mala é algo de essencial em um kit feminino! ^^

  • carames 12:13 em 20/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , arena palco, , , garajão, , , , , , , ,   

    CJ Ramone em dose tripla no sul 


    Domingo é dia de missa e no dia 16/9/2012 os fãs de Ramones puderam entoar seus hinos de louvor em cerimônia conduzida por CJ Ramone em pessoa.

    A turnê pela América do Sul começou por Estância Velha, cidade próxima da capital gaúcha. Lá, dois grupos de fãs eram maioria: o primeiro (me incluo aí) lamenta-se por não ter ido a um show da banda enquanto teve chance. O segundo grupo, lamenta não ter nascido antes e só descobrir a banda muito depois deles terem se separado.

    Foi a chance de todos se redimirem por seus pecados começando pelo one, two, three, four de Judy is a Punk. O show seguiu com Blitzkrieg Bop, Psycho Therapy, Listen to my Heart e canções mais hardcore como Endless Vacation e Wart Hog.

    Acompanhado de Michael Stamberg (bateria) e Steve Soto em uma das guitarras o sucessor de Dee Dee Ramone tocou ainda músicas de seu novo cd (Reconquista) – tributo a santíssima trindade (Joey, Johnny e Dee Dee).

    Na van de volta a Porto Alegre tocava Cretin Hop e foi impossível não lembrar daquele episódio da banda na Argentina, ilustrado em Lifestyles of the Ramones.

    Setlist:
    Judy is a Punk/ Beat on the Brat/ Blitzkrieg Bop/ Cretin Hop/ What we gonna do now?/ Endless Vacation/ Listen to my heart/ She’s the One/ You’re the only one/ Sheena is a punk rocker/ Psycho Therapy/ I don’t wanna walk around with you/ Ghost ring/ Commando/ I Wanna be your boyfriend/ Glad to see you go/ Strength to endure/ Waiting for my man/ I wanna be sedated/ Aloha Oe/ Pinhead/ Three Angels/ Do you Wanna Dance/ California Sun/ R.A.M.O.N.E.S.

    No dia seguinte foi a vez de um grupo de fãs poder entrevistar o baixista em um programa de tv local. CJ, bem humorado respondeu a todos eles e na saída ainda posou para fotos e autografou discos. Deu tempo ainda de ser entrevistado para uma rádio e para uma webrádio.

    A tarefa parecia ter sido cumprida, afinal, ir ao show e acompanhar o baixista em um programa de tv já estava de bom tamanho. Eis que a providência divina se encarregou de uma grata surpresa pois os Ratos de Porão tocariam em Porto Alegre na noite daquela segunda-feira. E se domingo foi dia de missa, na segunda foi a noite da benção.

    Em 1991 o vocalista do RDP, João Gordo, havia cantado Commando com os Ramones em São Paulo a convite do quarteto. Chegava a hora de retribuir o convite e no palco do Opinião, CJ tocou baixo na mesma música para delírio dos presentes. Agora sim, missão cumprida.


     
    • carames 13:12 em 20/09/2012 Link Permanente | Resposta

    • Joelço 18:09 em 20/09/2012 Link Permanente | Resposta

      Tive o prazer de estar com esta galera da entervista com o CJ e poder fazer uma pergunta a ele,,já que no show do RDP e de Estancia Velha não pude ir,,,CJ esbanja atenção e reconhecimento aos fãs,,sabe muito bem que esta imortalizado musicalmente e que suas canções influênciam gerações,,e por isso a cada vez que fala dos Ramones percebe-se sua emoção e carinho a eles (CJ disse em uma resposta que Joey,Johnny e Dee Dee sempre estão presentes com ele no palco)…valew ter conhecido o cara!!

  • carames 12:09 em 19/09/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , Zé do Gato para vereador   

    Zé do Gato para vereador 

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: