Atualizações de dezembro, 2013 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • carames 10:00 em 05/12/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , angus young, , , bon scott, brian johnson, Cliff Williams, companhia editora nacional, let there be rock, malcolm young, Phil Rudd, , Susan Masino   

    Livro – Let There Be Rock A História Da Banda Ac/Dc 

    livro - let there be rockSusan Masino em seu Let There Be Rock narra a trajetória do AC/DC desde os primórdios em Sydney na Austrália até o excelente Back in Black de 2008.

    Lá se vão 15 discos de estúdio e shows antológicos ao redor do mundo (como no estádio do River Plate em 2009) além de garantir um lugar no imaginário coletivo com o uniforme colegial e a dança do pato inspirada em Chuck Berry.

    A perda do vocalista Bon Scott em 1980 e a volta por cima com Brian Johnson e o disco Back in Black, um dos mais vendidos da história da música, são parada obrigatória.

    Hinos não faltam na carreira de Angus, Malcolm e cia: Hells Bells, Back in Black, It’s a Long Way to the Top (If You Wanna Rock ‘n’ Roll), TNT, Dirty Deeds Done Dirt Cheap, Highway to Hell, Jailbreak, You Shook Me All Night Long e Rock ‘n’ Roll Train – e por conta deles a banda garantiu seu lugar no Rock and Roll Hall of Fame em 2003.

    Susan ainda lista a discografia selecionada da banda com singles lançados nos Estados Unidos, Austrália e Reino Unido além dos discos que deste 1975 a banda produz. Companhia Editora Nacional, 254 páginas.



    Anúncios
     
  • mateus 4:50 em 05/12/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , ,   

    CD – Motörhead: Aftershock (2013) 

    motorhead_aftershock_cover_300dpi_130828

    Depois de 38 anos passados, com uma bagagem excepcional de álbuns como “Ace of Spades” e “Iron Fist”, a banda precursora do New Wave of British Heavy Metal continua a lançar novos discos que não devem nada para os anteriores, mesmo os mais clássicos.
    “Aftershock” é o 21º álbum de estúdio do Motörhead e traz um total de 14 faixas com a mesma velha sonoridade e agressividade já conhecidas da banda.
    Apesar dos problemas de saúde enfrentados por Lemmy ultimamente gerarem um certo reflexo nos vocais do disco, não chegam a afetar o produto final. Pelo contrário, parece que a fiel legião de fãs do Motörhead tem o dever de se sentir presenteada com uma obra de tamanha grandeza que representa nada menos que a bravura do seu líder.
    Lemmy está vivo, o Motörhead segue sendo o mesmo de sempre, e pra quem gosta, basta erguer o volume.
    Ponto alto do CD: “Heartbreaker” e “Going To Mexico”

    Ficha Técnica:
    Warner Music

    Lemmy Kilmister – volcal e baixo
    Phil Campbell – guitarra
    Mikkey Dee – bateria

    1 – Heartbreaker
    2 – Coup de Grace
    3 – Lost Woman Blues
    4 – End Of Time
    5 – Do You Believe?
    6 – Death Machine
    7 – Dust And Glass
    8 – Going To Mexico
    9 – Silence When You Speak To Me
    10 – Crying Shame
    11 – Queen Of The Damned
    12 – Knife
    13 – Keep Your Powder Dry
    14 – Paralyzed

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: