Marky Ramone empolga público de Caxias com repertório de 37 canções


16471344

siliane.vieira@pioneiro.com
Marky Ramone entrou no palco do Cond Show Bar alguns minutos antes do previsto (0h30min), no início da madrugada deste sábado. Vestindo uma camiseta sem manga do lutador Muhammad Ali, ele parou bem no meio do palco e mandou alguns beijos ao público. Depois, posicionou-se atrás da bateria e começou a trabalhar. Não disse nada. Seria legal se arriscasse alguma palavra em português, se falasse que estava feliz, que era um prazer tocar novamente em Caxias? Talvez, mas ele preferiu as baquetas aos diálogos clichês. Menos palavras, mais punk rock. A noite começava bem.

Antes do desfile de clássicos ter início, porém, o público (estimado em quase mil pessoas) foi situado do que estava prestes a acontecer. Tal qual no disco Loco Live, foi largada a trilha de Ennio Morricone para o spaghetti The Good, the Bad and the Ugly. A escolhida para abrir a apresentação foi Rockaway Beach, do terceiro e talvez mais icônico álbum dos Ramones, Rocket to Russia.

Mas se Marky Ramone não interagia muito — ainda que tenha o poder de hipnotizar pessoas com seus movimentos de braços precisos na bateria — havia a presença marcante de Michale Graves, ex-vocalista dos Misfits. Com seu tradicional chapéuzinho, mas sem a franja preta e a pintura facial que o caracterizavam na banda, foi ele (e sua simpatia) o responsável por fazer a ponte entre a banda e o público. Graves pegou em muitas mãos, ganhou beijo de fã, deu água para a galera e até protagonizou um mini stage dive na beirinha do palco. Isso sem contar sua empolgante performance, remexendo os ombros ou simulando soquinhos no ar, dancinhas velhas conhecidas dos fãs dos Misfits.

Com uma voz muito mais aguda que a do vocalista original dos Ramones, Joey, Graves conferiu nova personalidade a maioria das músicas, sem mudá-las ao ponto de irritar qualquer fã. Pontos muito altos da noite foram o coro dos fãs em músicas como Rock ‘N’ Roll High School, Beat on the Brat, I Wanna Be Sedated e Pet Sematary, talvez o maior hit dos Ramones. Apesar do repertório com 37 canções, algumas ficaram de fora e fizeram falta. Poison Heart, por exemplo. Apesar disso, outras menos usuais apareceram, como Loudmouth.

Mesmo com público e bandas animados, um problema no som deu uma bela atrapalhada no show. Foi na sexta música, Sheena is a Punk Rocker que, como bem definiu uma fã, parecia que o Cond todo tinha começado a subir a Serra (com aquela pressão característica que a gente sente nos ouvidos). Tudo ficou abafado e a banda só podia ser escutada com melhor nitidez muito perto do palco. O problema permaneceu praticamente até o final. Uma pena.

Durante o momento acústico e solo de Michale Graves a deficiência do som ficou mais evidente. Porém, não foi o suficiente para barrar a comoção do público com as versões intimistas e completamente repaginadas de Dig Up Her Bones e Saturday Night (dedicada por ele a Joey Ramone, morto em 2001). Sim, teve isqueiro aceso, aplausos nas pausas e coro de “Graves, Graves”. Até Marky foi motivado pelo vocalista em sua única “ida” ao microfone. O Ramone falou ao público: “Não existe Misfits sem Michale Graves”. Talvez ele tenha ouvido alguém da plateia que gritava pelo nome de Danzig, primeiro vocalista do Misfits.

Com Marky de volta ao palco, o show se encaminhava ao fim. Para fechar, veio a balada Life’s a Gas e o cover de Louis Armstrong, What a Wonderful World, canção regravada por Joey Ramone em seu primeiro álbum solo e cantada quase em forma de celebração pela plateia. A última, Blitzkrieg Bop abriu uma roda punk gigantesca e descabelou até quem estava mais longe do palco. Terminada a canção, uma porta atrás do palco abriu-se e Marky Ramone entrou em sua van sem olhar para trás. O trabalho da noite estava feito.

Veja repertório completo

Rockaway Beach
Teenage Lobotomy
Psycho Therapy
Do You Wanna Dance? (Bobby Freeman cover)
I Don’t Care
Sheena Is a Punk Rocker
Havana Affair
Tomorrow She Goes Away
Commando
I Wanna Be Well
Beat on the Brat
53rd & 3rd
Now I Wanna Sniff Some Glue
Gimme Gimme Shock Treatment
Rock ‘N’ Roll High School
Oh Oh I Love Her So
Judy Is a Punk
I Believe in Miracles
The KKK Took My Baby Away
Pet Sematary
Chinese Rock
I Wanna Be Sedated
Loudmouth
I Don’t Wanna Walk Around With You
Pinhead
Do You Remember Rock ‘N’ Roll Radio?
I Just Want to Have Something to Do
She’s the One
California Sun
Have You Ever Seen the Rain?
Cretin Hop
R.A.M.O.N.E.S.
Dig Up Her Bones (Michale Graves)
Saturday Night (Michale Graves)
Life’s a Gas
What a Wonderful World
Blitzkrieg Bop

Texto retirado do site do jornal Pioneiro.


Anúncios