CJ Ramone em dose tripla no sul (2014)


cj ramone - 6 de setembro
Tal como ocorrido em sua última passagem pelo Rio Grande do Sul em setembro de 2012, a tour de CJ Ramone pelo estado em 2014 ofereceu três momentos para os fãs interagirem com o músico.

Começando em Novo Hamburgo na noite de 5 de setembro (após tocar em São Paulo, Goiânia, Santos, Uberlândia, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba e Florianópolis – num ritmo digno das intermináveis turnês dos Ramones) o ex-ramone se apresentou no Rock Show com abertura dos gaúchos da Tequila Baby, que já gravaram cd/dvd com o ex-parceiro de CJ, Marky Ramone.

Na serra gaúcha o evento aconteceu no Cond Show Bar, em Caxias do Sul, com abertura da banda local Dones Primata. Em seguida foi a vez dos paulistas da Gritando HC com clássicos como Ande de skate e destrua, Quero ser punk com você e a apropriada Quero meu ingresso pro show dos Ramones.

Em seguida foi a vez dos Replicantes com Festa Punk, Eu Quero é mucra, Astronauta e outras tantas, chamar a galera pra pista. Os veteranos irmãos Cláudio e Heron Heinz, ao lado do batera Cléber Andrade e de Júlia Barth, fizeram jus aos mais de 30 anos de estrada em show rápido mas com pegada que contou com um guitarrista adicional.

O som, infelizmente deixou a desejar e acabou comprometendo não só as bandas convidadas mas também a atração principal. Após certa demora, CJ subiu ao palco acompanhado de Steve Soto e Dan Root (ambos do Adolescents) nas guitarras e Michael Wildwood (do D Generation– única mudança na formação que passou por aqui dois anos antes) na bateria.

No setlist, um mix de canções do novo disco que será lançado em novembro, músicas do álbum Reconquista e, claro, vários clássicos dos Ramones. Chama atenção a predileção pelos primeiros discos do grupo. Exceção feita por Strenght to Endure, nenhuma interpretação remete ao tempo de CJ na banda, inaugurado em estúdio com Mondo Bizarro – e a lista não é pequena: Cretin Family, Scattergun, Makin Monsters for my friends, The Crusher, Main Man, My back pages, The Shape of things to come e Journey to the center of the mind.

No dia em que se comemora a independência do Brasil foi a vez da capital gaúcha receber o último show desta tour no Bar Opinião – palco onde dois anos antes CJ fizera uma participação especial com os Ratos de Porão tocando Commando.

Na noite de domingo a abertura ficou por conta dos santamarienses da Lugh. Com presença de palco e composições próprias o punk celta logo deu lugar a uma atração de última hora com a proposta de prestar um tributo aos Ramones mas que mostrou-se uma grande roubada.

O pano de fundo com seu nome e a parede de tijolos do disco de estréia da banda já decoravam o palco pouco antes das 22h quando CJ e cia deram início ao show que durou pouco mais de uma hora mas, mais recheado que o da noite anterior.

Algumas variações no set valeram o ingresso de quem pode acompanhar mais de um show. Entre as músicas novas destaque para Clusterfuck, hardcore no estilo Wart Hog. Para I wanna be your boyfriend uma mensagem dedicando a canção aos namorados e namoradas mas também namorados e namorados, namoradas e namoradas.

Não poderia faltar Three Angels, homenagem a Joey, Dee Dee e Johnny (com a adequada menção a Tommy). Dannys Says foi uma das surpresas da noite, incluída de última hora. R.A.M.O.N.E.S. do Motorhead fechou a noite de reencontro, não só de CJ com os fãs mas de amigos que se encontram a cada evento ramônico. Agora é esperar pelo cd em novembro e pela próxima passagem dos caras por aqui.

Setlist:
judy is a punk/ understand me/ what we gonna do now/ commando/ king cobra/ judy is a punk/ ghost ring/ low on ammo/ danny says/ carry me away/ last chance to dance/ rockaway beach/ you’re the only one/ strength o endure/ 3 angels/ won’t stop swinging/ i wanna be your boyfriend/ glad to see you go/ clusterfuck/ one more chance/ 53rd and 3rd/ cretin hop/ blitzkrieg bop/ do you wanna dance/ california sun/ i wanna be sedated/ what’s your game/ i just want to have something to do/ sheena is a punk rocker/ r.a.m.o.n.e.s.

Anúncios