Marcado como: Carlos Eduardo Miranda Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:00 em 19/08/2014 Link Permanente | Resposta
    Tags: banguela records, , Carlos Eduardo Miranda, Graforréia Xilarmônica, Little Quail & The Mad Birds, , , , sem dentes,   

    Vem aí um documentário sobre o selo Banguela Records 

    banguela
    Onde você estava em 1994? É essa pergunta que abre o primeiro teaser de Sem Dentes – Banguela Records e a turma de 1994, documentário dirigido pelo jornalista Ricardo Alexandre que vai contar a saga do selo independente que, no começo dos anos 90, lançou os primeiros álbuns de Raimundos, mundo livre s/a, Graforréia Xilarmônica, Little Quail & The Mad Birds, entre outros.

    No teaser de pouco mais de dois minutos, o produtor e ex-diretor do selo Carlos Eduardo Miranda – mais conhecido hoje como jurado do programa Ídolos – conta do dia em que saiu de casa usando bermuda e chinelo e sem um puto para pegar táxi para assinar o contrato dos Raimundos, no Rio de Janeiro.

    Só por esse pedacinho, já dá pra ter uma ideia das histórias hilárias & bizarras que devem vir no filme completo.

    O selo Banguela Records foi criado por Miranda e pelos Titãs no começo dos anos 90. Atrelado à major Warner, o selo fez história ao colocar na praça os discos de estreia da nova geração de rock independente que começava a surgir naquele começo de década.

    Entre os discos “essenciais” lançados pelo selo estão Raimundos dos Raimundos, Coisa de Louco II da Graforréia Xilarmônica e Samba Esquema Noise do mundo livre s/a.

    O documentário Sem Dentes ainda não tem previsão de estreia. Por enquanto, confira na sequência o primeiro teaser do filme.

    Publicado em O Inimigo.

     
  • paulocarames 12:15 em 06/10/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: 15 de novembro, , , , éramos 4, éramos quatro, , Carlos Eduardo Miranda, , , , , , , ,   

    CD – Raimundos & Marky Ramone: Éramos 4 2001 


    O que era pra ser um show do The Ramainz no aniversário da 89 FM em 15 de novembro de 2000 acabou cancelado por problemas de saúde do baixista Dee Dee Ramone.

    Marky Ramone manteve a participação, só que acompanhado dos brasileiros do Raimundos. O registro viraria cd no ano seguinte – o sétimo na carreira dos calangos inspirados nos Ramones.

    No repertório, a inédita Sanidade, Nana Neném (disponível apenas em single) e a inédita/lamentável cover sertaneja Desculpe, Mas Eu Vou Chorar. Pra fechar o pacote, 10 hinos ramônicos marcando a despedida do vocalista Rodolfo Abrantes que deixaria de lado o forrócore para dedicar-se a hinos de louvor.

    Foi também o começo das muitas participações que Marky gravaria ao lado diferentes bandas após o fim do projeto com os The Intruders – além de estabelecer elo com o Brasil, voltando por muitas vezes pra excursionar por aqui.

    Ficha Técnica:
    Warner Music – produzido por Carlos Eduardo Miranda

    Rodolfo – vocal
    Digão – Guitarra
    Canisso – Baixo
    Fred Castro / Marky Ramone – Bateria

    Traklist:
    01 “Sanidade” – 03:13
    02 “Desculpe, Mas Eu Vou Chorar” – 02:43
    03 “Nana Neném” – 01:31
    04 “Sheena Is A Punk Rocker” – 02:06
    05 “Rockaway Beach” – 01:44
    06 “Teenage Lobotomy” – 01:33
    07 “I Wanna Be Well” – 02:43
    08 “I Don’t Care” – 01:30
    09 “Rock ‘n’ Roll High School” – 01:47
    10 “Needles And Pins” – 02:03
    11 “Do You Wanna Dance?” – 01:24
    12 “Pinhead” – 01:56
    13 “Blitzkrieg Bop” – 02:23








     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: