Marcado como: carlos maltz Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:05 em 11/01/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , carlos maltz, , , , longe demais das capitais, marcelo pitz, , , ,   

    Crie suas próprias músicas dos Engenheiros do Hawaii 


    A brincadeira é do site Mundo Perfeito. Você preenche diversos campos de um formulário e está apto a escolher entre três versões de letras Gessingerianas.

    A brincadeira serve apenas para lembrar que, no dia 11 de janeiro de 1985, os Engenheiros do Hawaii faziam seu primeiro show (do qual Humberto Gessinger declara no livro Pra Ser Sincero não lembrar com muitos detalhes). Deste show em diante a banda realizaria outros tantos Brasil afora, no Japão e Estados Unidos.

    Depois de 27 anos e vinte e tantos discos lançados a banda continua sendo a principal referência do rock gaúcho e Humberto Gessinger, um dos principais letristas do rock nacional. Hoje à noite deve rolar uma twittcam para celebrar a data com Gessinger interpretando músicas da sua carreira.


     
    • cherrybo 15:08 em 19/01/2012 Link Permanente | Resposta

      O ponei é puto

      O ponei é puto
      O puto não come ninguém
      O ponei levou um peido na unha
      O puto não come ninguém

      Bis

      Qualquer boneca , seja bizarra
      Bancos de memória, bancas de revistas
      E o joÃO é calvo
      E você está salvo
      Um barco . Um
      Um segundo eterno.
      É bocejar no inferno.
      É torcer em beleza.
      É em tristeza.
      boneca bizarra
      O ponei é puto
      O puto não come ninguém

      Repita 109 vezes até derreter seu cérebro.

    • cherrybo 15:10 em 19/01/2012 Link Permanente | Resposta

      Atrás de um peido

      Não importa se só come

      O joÃO já sabe
      Somos um ponei sem infância
      Atrás de um peido
      Atrás de um barco
      Depois de um trago
      Eu trago um
      E molho a unha
      E moldo a boneca
      Você é bizarra
      sua mãe é bizarra
      que importa um trago

      Bis

      Atrás de um peido
      Atrás de um barco
      Para bocejar
      Para torcer
      Para e fazer estrago
      Depois de um trago

      Repita 94 vezes até ficar loiro(a) e burro(a).

  • paulocarames 1:33 em 12/01/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , augusto licks, , carlos maltz, , , , , , revolta dos dândis, ,   

    LP/CD – Engenheiros do Hawaii: A Revolta dos Dândis 1987 

    Em 11 de janeiro de 1985 os Engenheiros do Hawaii faziam seu primeiro show, começando sua trajetória de sucesso. Segundo disco da carreira dos Eng Haw, A Revolta dos Dândis foi lançado em 1987 e registra a banda em um momento de mudança: a sonoridade passa a lembrar menos o SKA do que seu antecessor (Longe Demais das Capitais de 1986); Augusto Licks substituia Marcelo Pitz enquanto Humberto Gessinger dedicava-se ao baixo; Foi o marco inicial da trilogia ‘Cores da bandeira do Rio Grande’ e também da identificação com as engrenagens, marca registrada da banda a partir de então.
    A abertura do disco ficou por conta de A Revolta dos Dândis I que era seguida por Terra de Gigantes cujo clipe ficou bastante conhecido. Ela inicialmente não tinha bateria (fato que preocupava a gravadora pois fatalmente não tocaria nas rádios apesar de seu potencial para fazer sucesso) recebeu uma curtíssima virada de bateria – provavelmente a mais breve na história da música e teve sua letra retirada do encarte do disco em uma espécie de “autosabotagem” do grupo.
    Confirmando a excentricidade que marcaria o álbum, Infinita Highway com seis minutos, apesar de extensa para os padrões radiofônicos, tinha alguns trechos que haviam sido escritos ainda na adolescência de Gessinger e tornou-se definitivamente o hino da banda.
    Refrão de Bolero é uma balada frequente ainda hoje nos sets acústicos da banda e faz com que os músicos sejam frequentemente questionados a respeito de “Quem é Ana?”. O lado A do LP encerrava com a interessante Filmes de Guerra, Canções de amor que sobreviveu ao tempo e batizou o álbum desplugado de 1993.
    O lado B reservava uma sonoridade mais sombria, começando com A revolta dos Dândis II, passando para Além dos Outdoors. Na sequência a arrastada e excelente Vozes contrastava com a veloz Quem tem pressa não se interessa, uma referência ao livro O Ser e O Nada de Jean-Paul Sartre. Por fim a balada rock, Desde Aquele Dia e Guardas da Fronteira (com participação de Julio Reny) encerram o álbum.
    Na reunião de apresentação do disco a impressão dos executivos foi “Esse disco é um Boeing com tanque cheio. Poder ir longe… Se não explodir na decolagem”. Bom, o que explodiu foi a carreira da banda – e no bom sentido.

    Logo abaixo você confere o clipe da já citada Terra de Gigantes e um vídeo via Twitcam feito por Humberto Gessinger poucas horas atrás celebrando o distante 11/01/1985.

    Tracklist da versão CD:
    01.”A Revolta Dos Dândis I” – 4:10
    02.”Terra De Gigantes” – 3:59
    03.”Infinita Highway” – 6:11
    04.”Refrão De Bolero” – 4:34
    05.”Filmes De Guerra, Canções De Amor” – 4:02
    06.”A Revolta Dos Dândis II” – 3:13
    07.”Além Dos Outdoors” – 3:33
    08.”Vozes” – 3:35
    09.”Quem Tem Pressa Não Se Interessa” – 2:27
    10.”Desde Aquele Dia” – 3:30
    11.”Guardas Da Fronteira” – 4:31

    Humberto via Twitcam

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: