Marcado como: damned Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 15:27 em 05/04/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: 25 álbuns essenciais de Punk Rock, angry samoans, avengers, , , , , , damned, , , descendents, , gang of four, germs, , , , , , , , , , , wire, x,   

    25 álbuns essenciais de Punk Rock 


    Recentemente, o site Yahoo.com fez uma lista com os 25 álbum essenciais de punk, que “deveriam estar na coleção de todo verdadeiro punk rocker”.

    Porém, embora a lista tenha discos e bandas que de fato mereciam ser incluídas, ela deixa de fora alguns clássicos como The Stooges, MC5, Sham 69, Fang, Blitz e Discharge.

    O criador da lista, Rob O’Connor, reconheceu que há diversas bandas e álbuns que deveriam estar na lista, mas alegou que alguns grupos “não foram tão bons além de uma ou duas músicas ou nunca lançaram um álbum definitivo durante sua carreira”. Ele também escreveu que “a maioria da bandas de punk rock lançaram apenas um single, no entanto, as verdadeiras ótimas bandas conseguiram, pelo menos, lançar um álbum”.

    Confira a lista logo abaixo e não esqueça de deixar um comentário contando o que achou.

    01. The Sex Pistols – Never Mind the Bollocks
    02. The Ramones – Leave Home
    03. X – Los Angeles
    04. Dead Boys – Young, Loud and Snotty
    05. Buzzcocks – Singles Going Steady
    06. Misfits – Walk Among Us
    07. Wire – Pink Flag
    08. Minor Threat – Out of Step
    09. Richard Hell and the Voidoids – Blank Generation
    10. Bedlam – Bedlam
    11. X-Ray Spex – Germ Free Adolescents
    12. Johnny Thunders and the Heartbreakers – L.A.M.F.
    13. Gang of Four – Entertainment!
    14. The Clash – London Calling
    15. Bad Brains – Bad Brains
    16. Dead Kennedys – Plastic Surgery Disasters
    17. Suicide – Suicide
    18. Black Flag – Damaged
    19. Descendents – Milo Goes To College
    20. Circle Jerks – Group Sex
    21. Avengers – Avengers
    22. The Damned – Machine Gun Etiquette
    23. The Germs – GI
    24. The Dictators – Go Girl Crazy!
    25. The Angry Samoans – Back From Samoa

    O post original foi publicado aqui

     
    • carames 0:43 em 06/04/2012 Link Permanente | Resposta

      Gosto é gosto… mas minha lista é beem diferente:
      01. Ramones – Ramones
      02. Sex Pistols – Nevermind the Bollocks
      03. The Clash – London Calling
      04. Dead Kennedys – Fresh Fruit for Rooting Vegetables
      05. Stooges – Fun House
      06. MC5 – Kick out the jam
      07. X – Los Angeles
      08. Circle Jerks – Group Sex
      09. Black Flag – Damaged
      10. Bad Religion – Suffer
      11. NOFX – Heavy Petting Zoo
      12. Green Day – Dookie
      13. Exploited – Punk’s not dead
      14. Rancid – …and out come the wolves
      15. Offspring – Smash
      16. Anti-flag – Die for the government
      17. Buzzcocks – Another Music in a different kitchen
      18. GBH – From here to reality
      19. Pennywise – Pennywise
      20. Toy Dolls – Dig that groove baby
      21. Television – Marquee Moon
      22. New York Dolls – Too Much Too Soon
      23. Bad Brains – Bad Brains
      24. Minor Threat – Out of Step
      25. The Dictators – Go Girl Crazy

  • paulocarames 16:10 em 04/01/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , damned, , dee snider, , hawkwind, head cat, , , , , , , , ,   

    DVD – Lemmy (49% motherfucker, 51% son of a bitch) 2010 

    Alice Cooper, Metallica, Ice-T, Ozzy Osbourne, Steve Vai, Dee Snider, Billy Bob Thornton, Mick Jones (The Clash, Gorillaz) Lars Frederiksen (Rancid, Lars Fredriksen and the Bastards, UK Subs), Marky Ramone (Dust, Ramones, The Ramainz), Henry Rollins (Black Flag, Rollins Band), David Grohl (Nirvana, Probot, Them Crooked Vulture), os ex-gn’r Slash, Matt Sorum e Duff McKagan.

    A escalação acima é uma pequena amostra de ídolos que, reunidos neste documentário, reverenciam o seu ídolo maior – Lemmy Kilmister. Nascido em 24 de dezembro de 1945, Ian Fraiser Kilmister é vocalista e baixista do Motorhead, uma das bandas mais icônicas e barulhentas do rock n’ roll (a banda atinge 120 DB no palco, o equivalente ao barulho emitido pela turbina de um avião a jato).
    Além do Motorhead, que ao lado do Black Sabbath ‘fundou’ o heavy metal, Lemmy também já participou do The Rockin’ Vickers, Hawkwind e The Head Cat além de ter sido roadie de Jimi Hendrix no começo da carreira.
    O documentário é permeado por depoimentos entusiasmados de roqueiros de diversas gerações (anônimos e famosos) e acompanha o cantor britânico durante a turnê do disco Motorizer – mais recente álbum do Motorhead.
    Diferente de outras videobiografias musicais recentes como Rush: Beyond the Lighted Stage (2010), Iron Maiden: The Early Days (2004) e Metal: A Headbanger’s Journey (2005), Lemmy apresenta uma narrativa não-linear preocupando-se mais em mostrar o cotidiano do mito propriamente dito do que explicar como ele foi se estabelecendo através do tempo e economiza em fotos ou videos de arquivo (para um registro histórico da banda e do próprio cantor, recomendo o especial da VH1, Classic Albums Ace of Spades de 2005).
    Seja em estúdio com Dave Grohl, no palco com o Metallica, em turnê com sua banda, comprando o novo box de cds dos Beatles, gravando uma participação no seriado Californication ou em casa com sua coleção de artefatos de guerra, Lemmy parece pouco se importar com toda bajulação em torno de seu nome. Quando perguntado sobre como se mantém vivo apesar da vida de exageros a resposta, em tom sarcástico é direta: “basta não morrer, ora”.
    Lemmy é rock n’ roll e rock n’ roll é Lemmy, simples assim.

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: