Marcado como: ed stasium Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 0:41 em 23/11/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , ed stasium, , , , , , , , , , , , , , , , ,   

    VHS/DVD – Ramones: Lifestyles of The Ramones 1990 

    Coletânea de videoclipes dos Ramones lançados no período de 10 anos. Começando com End of the Century de 1980 e indo até Brain Drain de 1989 o registro lançado inicialmente em VHS é, junto com o álbum Ramones Mania, um bom apanhado da carreira da banda que àquela altura já era veterana.

    Entre os vídeos o diretor George Seminara incluiu depoimentos dos integrantes da banda e de amigos próximos como os produtores Ed Stasium e Daniel Rey além de fãs ilustres como Living Colour, Talking Heads, Debbie Harry e Anthrax.

    Ficha Técnica:
    Atlantic Records/Sire Records – produzido por George Seminara

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    CJ Ramone – baixo, backing vocal
    Marky Ramone – bateria
    Richie Ramone – bateria

    Lista dos vídeos:
    01 Do You Remember Rock ‘n’ Roll Radio? – End of the Century
    02 Rock ‘n’ Roll High School – End of the Century
    03 We Want the Airwaves – Pleasant Dreams
    04 Psycho Therapy – Subterranean Jungle
    05 Time Has Come Today – Subterranean Jungle
    06 Howling at the Moon (Sha-La-La) – Animal Boy
    07 Something to Believe In – Animal Boy
    08 I Wanna Live – Halfway to Sanity
    09 I Wanna Be Sedated – Ramones Mania
    10 Pet Sematary – Brain Drain
    11 Merry Christmas (I Don’t Want to Fight Tonight) – Brain Drain
    12 I Believe in Miracles – Brain Drain

    Edição original em VHS:

    Reedição em LD:
    Ramones - Lifestyles of the Ramones (8)Ramones - Lifestyles of the Ramones (9)
    Ramones - Lifestyles of the Ramones (10)Ramones - Lifestyles of the Ramones (11)

    Reedição em DVD:
    Ramones - Lifestyles of the Ramones












     
  • paulocarames 17:02 em 12/11/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , 31 de maio de 1988, , , , , , , , ed stasium, , , , , , , , , , Kevin Laffey, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,   

    LP/CD – Ramones: Ramones Mania 1988 


    Lançada em 31 de maio de 1988, Ramones Mania deveria ser uma coletânea com os maiores sucessos dos Ramones. Bem, para uma banda que nunca fez sucesso isto parece algo sem sentido. Talvez a melhor definição para este álbum seja mesmo ‘as melhores’ dos Ramones, deixando o tal sucesso de lado.

    Com a saída de Richie, Marky havia voltado a assumir as baquetas livre dos problemas com álcool. Por outro lado, Joey era quem passava por problemas com bebida neste período mas mesmo assim a banda saiu em turnê por lugares menos prováveis que o habitual (Finlândia, Japão e América Latina).

    Mais de 10 anos depois do lançamento do primeiro disco e com quase 15 na estrada era um bom momento para rever a carreira. Não que seja uma seleção definitiva (o box Anthology – Hey Ho Let’s Go atende melhor este propósito) pois apesar de incluir alguns lados B de singles (Sheena is a Punk Rocker, Needles and Pins, Howling at the Moon e a, inédita até então, Indian Giver), deixou de lado diversos outtakes e raridades que acabaram sendo lançadas somente nas reedições em CD da discografia de estúdio, feita pela Rhino em 2001 e 2002. Exemplo da ótima I Want You Around, disponível apenas na trilha sonora do filme Rock n’ roll high school, que foi deixada de fora.

    O lançamento desta compilação é um bom sinal das qualidades e virtudes da banda. É uma boa dica de presente praquele vizinho chato que não conhece a banda e insiste em permanecer mergulhado em sua ignorância.

    Mesmo assim, taí uma aula do que os Ramones fizeram de melhor. E o título não poderia ser outro. Uma referência à Beatlemania retratando a influência que os Ramones tiveram em outras bandas e que começavam a colher em forma de reconhecimento.

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Ramones, Jean Beauvoir, Tony Bongiovi, Ritchie Cordell, Tommy Erdelyi, Graham Gouldman, Glen Kolotkin, Kevin Laffey, Craig Leon, Daniel Rey, Phil Spector, Ed Stasium, Dave Stewart

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone/ Marky Ramone/ Richie Ramone – bateria

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:
    01 I Wanna Be Sedated (Joey Ramone) – Road to Ruin 02:29
    02 Teenage Lobotomy (Dee Dee Ramone) – Rocket to Russia 02:00
    03 Do You Remember Rock ‘n’ Roll Radio? (Joey) – End of the Century 03:50
    04 Gimme Gimme Shock Treatment (Dee Dee, Johnny Ramone) – Leave Home 01:40
    05 Beat on the Brat (Joey) – Ramones 02:30
    06 Sheena Is a Punk Rocker (single version) (Joey) – Rocket to Russia 02:47
    07 I Wanna Live (Dee Dee, Daniel Rey) – Halfway to Sanity 02:36
    08 Pinhead (Dee Dee) – Leave Home 02:42
    Lado B:
    09 Blitzkrieg Bop (Tommy Ramone, Dee Dee) – Ramones 02:12
    10 Cretin Hop (Tommy, Dee Dee, Johnny) – Rocket to Russia 01:55
    11 Rockaway Beach (Dee Dee) – Rocket to Russia 02:06
    12 Commando (Dee Dee) – Leave Home 01:50
    13 I Wanna Be Your Boyfriend (Tommy) – Ramones 02:24
    14 Mama’s Boy (Dee Dee, Johnny, Tommy) – Too Tough to Die 02:09
    15 Bop ‘Til You Drop (Dee Dee, Johnny) – Halfway to Sanity 02:09
    16 We’re a Happy Family (Joey) – Rocket to Russia 02:39
    Lado C:
    17 Bonzo Goes to Bitburg (Joey) – Animal Boy 03:57
    18 Outsider (Dee Dee) – Subterranean Jungle 02:10
    19 Psycho Therapy (Johnny, Dee Dee) – Subterranean Jungle 02:35
    20 Wart Hog (Dee Dee) – Too Tough to Die 01:54
    21 Animal Boy (Dee Dee, Johnny) – Animal Boy 01:50
    22 Needles & Pins (single edit) (Sonny Bono, Jack Nitzsche) – Road to Ruin 02:20
    23 Howling at the Moon (Sha–La–La) (single edit) (Dee Dee) – Too Tough to Die 03:25
    Lado D:
    24 Somebody Put Something in My Drink (Richie Ramone) – Animal Boy 03:23
    25 We Want the Airwaves (Joey) – Pleasant Dreams 03:20
    26 Chinese Rock (Dee Dee, Richard Hell) – End of the Century 02:28
    27 I Just Wanna Have Something to Do (Joey) – Road to Ruin 02:41
    28 The KKK Took My Baby Away (Joey) – Pleasant Dreams 02:31
    29 Indian Giver (Ritchie Cordell, Bobby Bloom, Bo Gentry) – lado B no single britânico “A Real Cool Time” 02:47
    30 Rock ‘n’ Roll High School (stereo movie mix) (Joey) – End of the Century and Rock ‘n’ Roll High School soundtrack




    Versão em K7

    ramones-ramonesmaniak7a
    ramones-ramonesmaniak7b

    Versão em CD







    ramones-ramonesmaniacd (14)

    Edição Pirata Brasileira:
    ramones-ramonesmania 1
    ramones-ramonesmania 2
    ramones-ramonesmania 4ramones-ramonesmania 5
    ramones-ramonesmania 3

    O disco fez parte ainda de uma compilação dupla que incluía 21 músicas extraídas da versão original e a íntegra de Animal Boy:
    Animal Boy - Ramones Mania 1
    Animal Boy - Ramones Mania 2
    Animal Boy - Ramones Mania 3
    Animal Boy - Ramones Mania 5Animal Boy - Ramones Mania 4
    Animal Boy - Ramones Mania 6

    Singles:

    Mais sobre o disco*:
    *artigo publicado na revista Metal Head Especial nº 11.

     
  • paulocarames 15:15 em 22/10/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , ed stasium, , , , , , , , , , , , , , , ,   

    LP/CD – Ramones: Too Tough To Die 1984 

    ramones-tootoughtodie1
    O período de transição entre Subterranean Jungle e o oitavo disco de estúdio dos Ramones, Too Tough to Die foi bastante conturbado. A banda acabara de lançar uma sequência de álbuns fracos e sem identidade e para piorar, durante a pós-produção de Subterranean Jungle o guitarrista Johnny Ramone decidira demitir Marky e chamar Richie Reinhardt (Richie Ramone) para assumir as baquetas.

    Em agosto de 1983 Johnny meteu-se em uma briga e acabou no hospital com o crânio fraturado o que o deixou fora de ação por quase dois meses. Passado este período, já em 1984, a banda começou a produção de Too Tough to Die no Media Sound Studio sob a batuta de Tommy Ramone e Ed Stasium, responsáveis por Leave Home e Rocket to Russia.

    Exceção feita para pegada pop de Chasing the Night e da ótima Howling at the Moon (canção de Dee Dee falando sobre maconha) o restante do álbum faz parte do plano de Johnny de provar, para recém surgida cena hardcore, que ninguém conseguiria soar mais rápido e impactante do que os Ramones.

    O título (duro demais para morrer) representava a disposição da banda em não se entregar (assim como cantado na crítica I’m Not Afraid of Life), dez anos depois dos primeiros ensaios, e é uma menção ao incidente que envolvera o guitarrista. O baixista Dee Dee Ramone contribui com dois terços das músicas e ainda cantou em outras duas (quatro se considerarmos as demos de Planet Earth 1988 e Too Tough to Die que foram incluídas nos extras do cd em 2002 junto com outras demos e as inéditas Smash You, Out of Here e Street Fighting Man, cover dos Rolling Stones).

    Em sua estréia no estúdio, Richie contribui com Humankind enquanto Joey viu sua cota como letrista ficar restrita uma canção e duas colaborações. Mas seu papel enquanto vocalista é determinante para o resultado do álbum. Seus vocais gritados complementam as guitarras rápidas e a bateria de Richie bem ao estilo hardcore californiano.

    A capa é um excelente trabalho de George DuBose – homenagem ao filme Laranja Mecânica assim como a música Durango 95 – única instrumental na carreira da banda e que passaria a ser o tema de abertura nos shows.

    laranja

    O contrato recém renovado com a Sire/Warner Brothers previa que não seriam lançados singles no mercado americano, o que desagradou Joey. Para a distribuição no Reino Unido foi firmado um contrato com a britânica Beggars Banquet que mais tarde compilaria os singles em um box intitulado End of the Decade.

    Too Tought to Die, lançado em 1º de outubro de 1984, iniciaria uma sequência de álbuns de hardcore da banda e representaria a retomada do rumo, perdido nos últimos trabalhos. Prova disto é a dobradinha de Dee Dee (vocais) e Richie (nos backing vocals) em Wart Hog.

    Ficha Técnica:
    Sire Records/Beggars Banquet – produzido por Tommy Ramone e Ed Stasium

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Richie Ramone – bateria

    Letra das músicas
    Partituras

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:
    01 “Mama’s Boy” (Johnny Ramone, Dee Dee Ramone, Tommy Ramone) – 2:09
    02 “I’m Not Afraid of Life” (Dee Dee Ramone) – 3:12
    03 “Too Tough to Die” (Dee Dee Ramone) – 2:35
    04 “Durango 95” (Johnny Ramone) – 0:55
    05 “Wart Hog” (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 1:54
    06 “Danger Zone” (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 2:03
    07 “Chasing the Night” (Busta Cherry Jones, Joey Ramone, Dee Dee Ramone) – 4:25
    Lado B:
    08 “Howling at the Moon (Sha-La-La)” (Dee Dee Ramone) – 4:06
    09 “Daytime Dilemma (Dangers of Love)” (Joey Ramone, Daniel Rey) – 4:31
    10 “Planet Earth 1988” (Dee Dee Ramone) – 2:54
    11 “Humankind” (Richie Ramone) – 2:41
    12 “Endless Vacation” (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 1:45
    13 “No Go” (Joey Ramone) – 3:03


    Prensagem Alternativa Sire
    ramones-tootoughboot1ramones-tootoughboot2

    Prensagem Beggars Banquet

    R-2393275-1281449515

    Prensagem Escandinava
    SONY DSCSONY DSC

    Prensagem Alemã
    ramones-tootoughgermany

    Versão em K7
    ramones-tootoughtodiek72

    Versão em CD



    ramones-tootoughtodieteldec1
    ramones-tootoughtodieteldec2
    ramones-tootoughtodieteldec3
    ramones-tootoughtodieteldec4
    ramones-tootoughtodieteldec5ramones-tootoughtodieteldec6
    ramones-tootoughtodierhino2001 (4)ramones-tootoughtodie19843

    Edição da Rhino em CD de 2002
    As 13 músicas da edição original + Bônus:
    14 “Street Fighting Man” (Mick Jagger, Keith Richards) – 2:56
    15 “Smash You” (Richie Ramone) – 2:23
    16 “Howling at the Moon (Sha-La-La)” (Demo Version) (Dee Dee Ramone) – 3:17
    17 “Planet Earth 1988” (Dee Dee vocal version) (Dee Dee Ramone) – 3:02
    18 “Daytime Dilemma (Dangers of Love)” (Demo Version) (Joey Ramone, Daniel Rey) – 4:06
    19 “Endless Vacation” (Demo Version) (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 1:46
    20 “Danger Zone” (Dee Dee vocal version) (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 2:07
    21 “Out of Here” (Ramones) – 4:10
    22 “Mama’s Boy” (Demo Version) (Johnny Ramone, Dee Dee Ramone, Tommy Ramone) – 2:15
    23 “I’m Not an Answer” (Ramones) – 2:16
    24 “Too Tough to Die” (Dee Dee vocal version) (Dee Dee Ramone) – 2:35
    25 “No Go” (Demo Version) (Joey Ramone) – 3:05
    ramones-tootoughtodierhino2001 (3)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (4)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (5)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (6)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (7)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (8)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (9)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (10)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (11)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (12)
    ramones-tootoughtodierhino2001 (13)Inlay
    ramones-tootoughtodierhino2001 (3)

    O disco fez parte ainda de uma compilação dupla que incluía as 13 músicas da versão original e a íntegra de Subterranean Jungle e outras 4 músicas bônus (Teenage Lobotomy, She’s The One, I Can’t Make it On Time e Chinese Rock):
    subterraneanjungle-tootoughtodie1
    subterraneanjungle-tootoughtodie2
    subterraneanjungle-tootoughtodie3
    subterraneanjungle-tootoughtodie5subterraneanjungle-tootoughtodie6
    subterraneanjungle-tootoughtodie4

    Singles:






    ramones-howlingatthemoonsingle3ramones-howlingatthemoonsingle4


    Sans titre-24Sans titre-25
    fr7002fr7001
    maxi11

    Tributos dos Mcrackins e de John Cougar Concentration Group regravando o disco na íntegra:


    Mais sobre o disco*:

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11 e General Especial.

    promo 2promo
    release


     
  • paulocarames 16:00 em 24/09/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , 24 de agosto de 1979, , , , , , , ed stasium, , , , pj soles, , , , , , , , , , , ,   

    LP/CD/VHS/DVD – Ramones: Rock n’ roll High School 1979 


    Em 1979 Roger Corman já era um produtor de cinema conhecido por suas produções de baixo orçamento e de qualidade, no mínimo, questionável. Ele foi convencido pelo diretor Alan Arkush a produzir um filme sobre uma banda de rock que virava uma escola de pernas pro ar.

    A história de Arkush (que em princípio teria o Cheap Trick no papel principal) inclui todos os clichês que filmes americanos sobre escola costumam abordar como a briga entre veteranos e calouros e o tédio das aulas de educação física.

    Tom Roberts é o capitão do time de futebol mas mesmo assim não consegue arrumar namorada. Sua única cantada é ‘falar sobre as condições climáticas’ e não tem feito sucesso com as garotas. Tentando deixar de lado esta imagem ele procura EaglebauerClint Howard de Halloween, O Ínicio (2007), um especialista em conseguir resultados de provas, passes para faltar aula e em casos extremos, encontros românticos.

    O escritório de Eaglebauer fica estrategicamente instalado no banheiro masculino e é bastante concorrido. Roberts chega a conclusão que o melhor para sua imagem seria envolver-se com alguém descolado como Riff RandellP.J. Soles de Halloween, A Noite do Terror (1978) e Carrie, a Estranha (1976).

    Randell é fã dos Ramones e está mais preocupada em ir ao show que a banda fará na cidade e, claro, vai tentar conhecê-los pessoalmente e entregar uma música que escreveu para que eles a gravem (a rn’roll high school do título). Em seu caminho está a nova diretora (Togar) que não vê o rock como boa influência para os alunos e quer fazer de Randell exemplo para os demais.

    Seria apenas mais um filme na carreira de Corman/Arkush caso não tivesse Joey, Johnny, Dee Dee e Marky interpretando a si mesmos. E não quero dizer com isto que seus desempenhos sejam dignos de grandes notas (Dee Dee por exemplo tem uma única fala no filme inteiro e que teve dificuldade em excecutar: “uau, pizza”).

    Infelizmente o filme falha onde outros tiveram êxito como Curtindo a vida adoidado (1986), Porky’s (1982) e mais tarde Escola de Rock (2003) com Jack Black.

    Lançado em 24 de agosto de 1979 ao custo de 300 mil dólares o filme tem cenas que são justificadas pelo baixíssimo orçamento e o pouco tempo (3 semanas) de produção. Numa destas cenas, Togar explica como ratos de laboratório explodem se expostos ao punk rock dos Ramones (mais tarde um rato gigante vai ao show da banda).

    A trilha sonora tem Ramones, Chuck Berry e Alice Cooper e ainda PJ Soles que interpreta a faixa título. Os Ramones contribuem com Rock n’ Roll High School (mais tarde incluída em End of The Century), a inédita I Want you Around, uma parceria com os The Paley Brothers e um medley ao vivo de músicas que eram comuns em seus shows naquela época. Outras músicas deles estão no filme, embora não façam parte da trilha sonora, como Sheena is a Punk Rocker, Questioningly e I wanna be your boyfriend.

    Alguns momentos isolados merecem destaque como a sequência da banda chegando ao The Roxy tocando I Just want to have something to do ou o chefe de polícia concluindo que a banda é formada por gente ‘muito, muito feia’ – mesmo assim, estariam melhor em um clipe da banda do que em um filme de Corman.

    O fato da diretora fazer uma fogueira com os discos dos alunos serve de catalizador para uma rebelião que faz a escola ir pelos ares ao som de Rock n’ roll high school. Os Ramones chegam à escola e são logo questionados pela diretora que pergunta ao quarteto: ‘seus pais sabem que vocês são os Ramones?’. Pura diversão sem nenhuma pretensão artística.

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Ed Stasium

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Marky Ramone – bateria

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:
    01. “Rock N Roll High School” (Joey Ramone) – 2:13
    02. “I Want You Around” (Ramones) – 3:06
    03. “Come On Let`s Go” (Ritchie Valens) – 2:11 by The Paley Brothers and The Ramones
    04. “Ramones Live Medley: Blitzkrieg Bop/Teenage Lobotomy/California Sun/Pinhead” (Ramones) – 11:00
    05. “So It Goes” (Nick Lowe) – 2:28 by Nick Lowe
    06. “Energy Fools The Magician” (Brian Eno) – 2:03 by Brian Eno
    Lado B:
    07. “Rock N Roll High School” (Joey Ramone) – 2:11 by PJ Soles
    08. “Come Back Jonee” (Devo) – 3:44 by Devo
    09. “Teenage Depression” (Dave Higgs) – 2:54 by Eddie & The Hot Rods
    10. “Smoking In The Boy`s Room” (Cub Koda, Michael Lutz) – 2:55 by Brownsville Station
    11. “School Days” (Chuck Berry) – 2:40 by Chuck Berry
    12. “Dream Goes On Forever” (Todd Rundgren) – 2:22 by Todd Rundgren
    13. “School`s Out” (Alice Cooper) – 3:24 by Alice Cooper


    Versão em CD:
    ramones-rocknrollhighschoolbrasil1
    ramones-rocknrollhighschoolbrasil2
    ramones-rocknrollhighschoolbrasil3
    ramones-rocknrollhighschoolbrasil4ramones-rocknrollhighschoolbrasil5

    Edição em VHS:
    ramones-rocknrollschooljapan1ramones-rocknrollschooljapan3ramones-rocknrollschooljapan2
    VIDEO04aVIDEO04b

    Edição em DVD:
    ramones-rocknrollhighschooldvd1
    ramones-rocknrollhighschooldvd2
    ramones-rocknrollhighschooldvd3
    ramones-rocknrollhighschooldvd4
    ramones-rocknrollhighschooldvd5
    ramones-rocknrollhighschooldvd6
    ramones-rocknrollhighschooldvd7
    ramones-rocknrollhighschooldvd8
    ramones-rocknrollhighschooldvd9
    ramones-rocknrollhighschooldvd10
    ramones-rocknrollhighschooldvd11
    ramones-rocknrollhighschooldvd12
    ramones-rocknrollhighschooldvd13
    ramones-rocknrollhighschooldvd14
    rock n roll high school us 1
    rock n roll high school us 2
    rock n roll high school us 3

    Singles:






    Mais sobre o disco*:

    rockscene-set1979-2rnroll high school press release
    rnroll high school promornroll high school promo 2

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11, General Especial e Rock Scene set 1979.



     
  • paulocarames 13:20 em 17/09/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 22 de setembro de 1978, , , , , ed stasium, , , , , , , , , , , , , , , ,   

    LP/CD – Ramones: Road to Ruin 1978 


    Este é o disco que inicia a segunda fase na discografia dos Ramones e é o responsável pela quebra de vários paradigmas. Se os três primeiros álbuns são os mais clássicos, Road to Ruin inaugura uma fase de incertezas, discos irregulares e uma tentativa de reconhecimento.

    Com a saída de Tommy Ramone, que se dedicaria a produzir discos (inclusive este), Marky Ramone assumiu as baquetas. Marc Bell (seu nome verdadeiro) era um baterista de relativa experiência, já tendo gravado três discos com as bandas de hard rock Dust (Dust de 1971 e Hard Attack de 1972) e Estus (Estus de 1973).

    A partir de sua entrada na banda as performances ao vivo ficaram ainda mais vigorosas devido ao seu estilo agressivo de tocar. Estilo aperfeiçoado mesmo antes de ser um ramone quando tocou com Richard Hell no emblemático disco Blank Generation de 1977.

    Além da primeira baixa na formação original, esta é a primeira vez em que os Ramones não aparecem na capa (em vez deles, um desenho de John Holmstrom, o mesmo das ilustrações no encarte de Rocket to Russia – eles apareceriam em uma foto escura e borrada na contra-capa).

    As gravações começaram em 31 de maio no mesmo Media Sound onde fora gravado Rocket to Russia e visivelmente explora o lado mais pop do disco anterior, embora ele não tenha estourado comercialmente. As canções tem um apelo mais simpático ao grande público embora o tema das letras não tenha mudado. Talvez resida aí a explicação para não conseguirem espaço nas rádios (como tocar uma música que canta abertamente ‘Eu quero estar sedado’ na mais conservadora das democracias?).

    Lançado em 22 de setembro, é a primeira vez que um disco deles ultrapassa a marca de meia-hora (duração de 31min02s para ser exato). Sendo que eram ao todo 12 músicas ao contrário das 14 dos anteriores (de acordo com Johnny, um alívio, pois era muito trabalhoso escrever 14 canções por álbum).

    A partir deste álbum houve uma ruptura também entre os fãs da banda. Muitos não gostaram do direcionamento que a banda estava tomando musicalmente (Questioningly era uma música country e Don’t come close uma balada pop). Needles and Pins, outra balada, foi a cover da vez mantendo a tradição de homenagens.

    Apesar de I just want to have something to do e I Wanna be Sedated destacarem-se, não foi o suficiente para salvar o disco que ainda tinha Go Mental e Bad Brain explorando o tema favorito da banda, o desajuste mental.

    A banda experimentava também idéias opostas como em temas que falavam de relacionamento (I Don’t Want You e She’s the One) ou na niilista I’m against it, contraposta por I wanted everything que embora bem executadas em performances ao vivo da época, são mostras da falta de coesão e linearidade de uma banda que não sabia ao certo o rumo que queria tomar àquela altura. O título apropriadamente anunciava o caminho para ruína.

    Na versão expandida em CD os bônus chamam a atenção. Um medley ao vivo (o mesmo incluído na trilha do filme Rock n’ roll High School de Roger Corman) e as versões de I Want You Around e Rock ‘n’ Roll High School presentes na mesma trilha sonora, mas desta vez editadas por Ed Stasium. Foram incluídas I Walk Out e Yeah Yeah fruto das sessões de Road to Ruin e que não haviam sido lançadas até então.

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Tommy Ramone e Ed Stasium

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Marky Ramone – bateria

    Letra das músicas
    Partituras

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:
    01 “I Just Want to Have Something to Do” (Joey Ramone) – 2:42
    02 “I Wanted Everything” (Dee Dee Ramone) – 3:18
    03 “Don’t Come Close” (Dee Dee Ramone) – 2:44
    04 “I Don’t Want You” (Joey Ramone) – 2:26
    05 “Needles & Pins” (Sonny Bono, Jack Nitzsche) – 2:21
    06 “I’m Against It” (Joey Ramone, Johnny Ramone) – 2:07
    Lado B:
    07 “I Wanna Be Sedated” (Joey Ramone) – 2:29
    08 “Go Mental” (Dee Dee Ramone) – 2:42
    09 “Questioningly” (Dee Dee Ramone) – 3:22
    10 “She’s the One” (Joey Ramone) – 2:13
    11 “Bad Brain” (Dee Dee Ramone) – 2:25
    12 “It’s a Long Way Back” (Dee Dee Ramone) – 2:20


    Versão Picture Disc
    R-3617256-1337539382-3590R-3617256-1337539389-8753

    Versão em K7
    ramones-roadtoruink71

    Versão 8 Track
    ramones_road

    Versão em CD

    ramones - roadtoruincd (3)
    ramones - roadtoruincd (4)
    ramones - roadtoruincd (5)
    ramones-roadtoruin1990 (2)ramones-roadtoruin1990 (3)
    ramones - roadtoruincd (2)ramones - roadtoruincd (1)
    ramones-roadtoruinbrasil1
    ramones-roadtoruinbrasil2
    ramones-roadtoruinbrasil3ramones-roadtoruinbrasil4

    Edição da Rhino em CD de 2001
    As 12 músicas da edição original + Bônus:
    13 “I Want You Around” (Ed Stasium version) (Joey Ramone) – 3:02
    14 “Rock ‘n’ Roll High School” (Ed Stasium version) (Joey Ramone) – 2:20
    15 “Blitzkrieg Bop/Teenage Lobotomy/California Sun/Pinhead/She’s The One” (Live) – 11:00
    16 “Come Back, She Cried A.K.A. I Walk Out” (Demo) – 2:21
    17 “Yea, Yea” (Demo) – 2:08
    ramones-roadtoruinrhino2001 (1)ramones-roadtoruinrhino2001 (2)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (3)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (4)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (5)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (6)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (7)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (8)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (9)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (10)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (11)
    ramones-roadtoruinrhino2001 (12)

    O disco fez parte ainda de uma compilação dupla que incluía as músicas da versão original e a íntegra de Leave Home com alguns bônus ao final:
    Leave Home - Road to Ruin 1
    Leave Home - Road to Ruin 2
    Leave Home - Road to Ruin 3
    Leave Home - Road to Ruin 5Leave Home - Road to Ruin 4
    Leave Home - Road to Ruin 6

    Edição da Rhino em LP de 2011
    As 12 Músicas da prensagem original + EP 7″ Bônus:
    01 “She’s the One”
    02 ”I Wanna Be Sedated”

    O disco também fez parte da compilação dupla da Sire Records intitulada All The Stuff and More Vol 2 (1990) que incluía ainda a íntegra do terceiro álbum, Rocket to Russia (1977).
    As 12 músicas da edição original + Bônus:
    13 “I Don’t Want To Live This Life (Anymore)” (Dee Dee Ramone) – 3:43
    14 “Yea, Yea” – 2:23

    Singles:









    Tributo do Mr T Experience regravando o disco na íntegra:

    Mais sobre o disco*:
    bizz033-abr1988-1

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11 e General Especial.

    postcard 2postcard
    promo



     
  • paulocarames 12:55 em 10/09/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , 31 de dezembro de 1977, , , , ed stasium, , , , rainbow theater, , , , , , , ,   

    LP/CD – Ramones: It’s Alive 1979 


    O quinto lançamentos dos Ramones é na verdade o quarto disco cronologicamente falando. Isto porque ele foi gravado no dia 31 de dezembro de 1977, durante a turnê européia de Rocket to Russia, mas lançado apenas em abril de 1979.

    Com três discos na bagagem (Ramones, Leave Home e Rocket to Russia) e mais de 300 shows no currículo os Ramones fizeram quatro shows no Rainbow Theatre em Londres sendo que a gravação do último é que acabou valendo.

    Se os registros em estúdio impressionavam pela velocidade das músicas, ao vivo a banda era ainda mais rápida. Não é à toa que eles condensaram 28 músicas em meros 54min36s dando inveja a muita banda de speed metal. O show reuniu um mix dos três discos da banda até então e a sua estrutura era a mesma apresentada ao longo da turnê.

    No início da carreira o set não passava de 15 músicas com Loudmouth puxando a fila. Com mais músicas o repertório foi criando forma e agora Rockaway Beach é que abria os trabalhos. A estrutura do show é muito próxima do que eles apresentariam durante o resto da carreira – principalmente por Pinhead no final do set, antes do bis, e We’re a Happy Family finalizando a parada (eles normalmente voltavam duas vezes ao palco para dois bis de 3 músicas em média).

    its_aliveAlguns fatos curiosos rondam este disco. Ele foi lançado exclusivamente na Inglaterra em LP duplo e continha o registro de um show da banda com a formação original, ou seja, com Tommy na bateria. Na época de seu lançamento o baterista já era Marky Ramone, inclusive com um disco lançado (Road to Ruin que saiu em setembro de 1978 – mais de meio ano antes).

    Tempos depois Marky declararia que It’s Alive teria sido praticamente todo refeito em estúdio (exceção à bateria), embora isto nunca tenha sido confirmado por outra pessoa ligada à banda.

    Outro detalhe curioso é que apesar de ser considerado um dos melhores discos ao vivo já feitos (ao lado de Live at The Apollo de James Brown e Live At Leeds do The Who) ele foi lançado nos Estados Unidos apenas em 1995, já no formato CD – e um ano antes do fim da banda.

    O registro em vídeo deste show, ou melhor, parte dele está disponível no DVD lançado em 2007 compilando vários momentos dos 22 anos de carreira e que por acaso leva o mesmo nome do disco, inspirado em um filme de terror trash de 1974 (It’s Alive – no Brasil intitulado Nasce Um Monstro).

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Tommy Ramone e Ed Stasium (engenheiro)

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone – bateria

    Edição Original
    Lado A:
    01 – Rockaway Beach – 2:24
    02 – Teenage Lobotomy – 1:55
    03 – Blitzkrieg Bop – 2:05
    04 – I Wanna Be Well – 2:23
    05 – Glad to See You Go – 1:51
    06 – Gimme Gimme Shock Treatment – 1:37
    07 – You’re Gonna Kill That Girl – 2:28
    Lado B:
    08 – I Don’t Care – 1:41
    09 – Sheena Is a Punk Rocker – 2:16
    10 – Havana Affair – 1:35
    11 – Commando – 1:40
    12 – Here Today, Gone Tomorrow – 2:55
    13 – Surfin’ Bird (Al Frazier, Sonny Harris, Carl White, Turner Wilson) – 2:20
    14 – Cretin Hop – 1:46
    Lado C:
    15 – Listen to My Heart – 1:36
    16 – California Sun (Henry Glover, Morris Levy) – 1:45
    17 – I Don’t Wanna Walk Around With You – 1:25
    18 – Pinhead – 2:46
    19 – Do You Wanna Dance? (Bobby Freeman) – 1:39
    20 – Chain Saw – 1:29
    21 – Today Your Love, Tomorrow the World – 1:55
    Lado D:
    22 – Now I Wanna Be a Good Boy – 2:03
    23 – Judy Is a Punk – 1:14
    24 – Suzy Is a Headbanger – 1:53
    25 – Let’s Dance (Jim Lee) – 2:03
    26 – Oh Oh I Love Her So – 1:40
    27 – Now I Wanna Sniff Some Glue – 1:18
    28 – We’re a Happy Family (Joey Ramone) – 2:07


    Versão em K7

    Edição em CD de 1995





    R-617872-1145127516

    O disco fez parte ainda de uma compilação que incluía as 27 músicas da versão original e a íntegra de Ramones:
    ramones - it's alive 1
    ramones - it's alive 2
    ramones - it's alive 3
    ramones - it's alive 5ramones - it's alive 6
    ramones - it's alive 4

    Mais sobre o disco*:

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11 e General Especial.
     
  • paulocarames 14:42 em 03/09/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 4 de novembro de 1977, , , , , ed stasium, , , , , , , , , , , , , , , the queers, , ,   

    LP/CD – Ramones: Rocket to Russia 1977 


    Fechamento perfeito da trinca inicial (e também mais clássica) dos Ramones. Por um lado Ramones (1976) mudou a história da música e teve em Leave Home seu lado B. Por outro, Rocket to Russia mudou muitas vidas, influenciou muita gente e foi responsável por dar muitos fãs à banda. Tão importante que é provável que 3 em cada 4 fãs tenham tido o primeiro contato com a banda a partir deste disco ou então o apontem como seu preferido.

    Captado no Media Sound Studio, num processo que começou em 21 de agosto de 1977 e custou cerca de 30 mil dólares (uma ninharia perto de outras bandas mas um avanço perto do primeiro que custou quatro vezes menos).

    Lançado em 4 de novembro (poucos meses após Leave Home), ainda continha músicas do período pré-contrato com a Sire (como o hino negativo e minimalista I Don’t Care que ficou de fora do primeiro álbum). Soa menos cru e mais palatável que os dois primeiros. Contudo, é inacreditavelmente mais veloz -surf music/bubblegum misturado com The Ronettes na velocidade da luz. É como se tudo até este momento tivesse sido um ensaio para algo maior que representaria o ápice no som da banda.

    Músicas como Rockaway Beach e Sheena is a Punk Rocker (a preferida de Joey Ramone) inexplicavelmente não fizeram milhões em vendas mas foram merecidamente os carros-chefe deste disco que, a exemplo dos anteriores, não passou de 32 minutos.

    São poucos os discos na história do rock que podem ser considerados clássicos, fazer parte de qualquer lista ou discografia básica e que, em resumo, você pode confiar tocando do começo ao fim sem tédio e sem precisar ‘pular’ uma faixa sequer. Principalmente porque cada uma delas é um clássico em particular.

    Literalmente, pura demência juvenil: Cretin Hop, Teenage Lobotomy, I Wanna Be Well e Why is it always the same way? retratam o lado maluquete da banda e dariam um ótimo disco temático junto com Gimme Gimme Shock Treatment, Psycho Therapy e I Wanna Be Sedated (estas, lançadas em outros discos).

    rocket to russia

    A fotografia da capa, feita por Danny Fields (então empresário da banda) era uma autoparódia do disco de 1976 e foi tirada em um beco atrás do CBGB’s. Já o artista John Holmstron (Punk Magazine) foi escalado para ilustrar o encarte ao melhor estilo cartoon dando um resumo das 12 canções originais mais as covers Do you wanna dance? de Bobby Freeman e Surfin’ Bird do Trashmen que elevadas a enésima potência, acabavam de ganhar suas versões definitivas.

    As baladas Here Today, Gone Tomorrow, Locket Love e Ramona eram contrapostas por We’re a Happy Family, a celebração da família disfuncional – música que passou a encerrar os shows da banda. Se em Pinhead eles cantavam ‘nós aceitamos você como um de nós’ aqui eles deixavam claro o que era fazer parte da família.

    No relançamento de 2001, destaque para demos de Needles and Pins (cortada do Rocket to Russia, mas que apareceria no ano seguinte em Road to Ruin junto com It’s a Long Way Back to Germany) e a inédita Slug – sobra das gravações de Road to Ruin e nunca incluída em discos oficiais de estúdio.

    Outra marca deste disco é o fato de ser o último disco de estúdio com o baterista original, Tommy Ramone. Encerrava-se ali um ciclo que jamais seria igualado novamente mas que os credenciava definitivamente a (fazendo coro à crítica de André Forastieri que postei logo abaixo) ser a melhor banda da história.

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Tony Bongiovi, Tommy Ramone e Ed Stasium (engenheiro)

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone – bateria

    Letra das músicas
    Partituras

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:

    01 “Cretin Hop” (Tommy Ramone, Johnny Ramone, Dee Dee Ramone) – 1:55
    02 “Rockaway Beach” (Dee Dee Ramone) – 2:06
    03 “Here Today, Gone Tomorrow” (Joey Ramone) – 2:47
    04 “Locket Love” (Dee Dee Ramone) – 2:09
    05 “I Don’t Care” (Joey Ramone) – 1:38
    06 “Sheena Is a Punk Rocker” (Joey Ramone) – 2:49
    07 “We’re a Happy Family” (Joey Ramone) – 2:47
    Lado B:
    08 “Teenage Lobotomy” (Dee Dee Ramone) – 2:00
    09 “Do You Wanna Dance?” (Bobby Freeman) – 1:52
    10 “I Wanna Be Well” (Joey Ramone) – 2:28
    11 “I Can’t Give You Anything” (Dee Dee Ramone) – 1:57
    12 “Ramona” (Tommy Ramone, Joey Ramone, Dee Dee Ramone, Johnny Ramone) – 2:35
    13 “Surfin’ Bird” (Carl White, Alfred Frazier, John Harris, Turner Wilson) – 2:37
    14 “Why Is It Always This Way?” (Joey Ramone) – 2:32


    Prensagem da Warner Bros

    Prensagem da Philips
    ramones-rockettorussia-philips1ramones-rockettorussia-philips2

    Edição em K7
    ramones-rockettorussiak7ramones-rockettorussiak7 3

    Edição 8Track
    ramones-rockettorussia8track

    Edição em CD

    ramones - rockettorussiacd (3)
    ramones - rockettorussiacd (4)
    ramones - rockettorussiacd (5)
    ramones - rockettorussiacd (6)
    ramones - rockettorussiacd (7)
    ramones - rockettorussiacd (8)
    ramones - rockettorussiacd (9)
    ramones-rockettorussiacd1990 (2)ramones-rockettorussiacd1990 (3)
    ramones - rockettorussiacd (2)ramones - rockettorussiacd (1)
    ramones - rockettorussiabr
    ramones - rockettorussiabr 2
    ramones - rockettorussiabr 4ramones - rockettorussiabr 3

    rocket to russia 1
    rocket to russia 2
    rocket to russia 3
    rocket to russia 4
    rocket to russia 5
    rocket to russia 6
    rocket to russia 7
    rocket to russia 8
    rocket to russia 9rocket to russia 10

    Edição da Rhino em CD de 2001
    As 14 músicas da edição original + Bônus:
    15 “Needles & Pins” (Early Version) (Sonny Bono, Jack Nitzsche) – 2:24
    16 “Slug” (Demo) (Joey Ramone) – 2:23
    17 “It’s a Long Way Back to Germany” (UK B-side) (Dee Dee Ramone) – 2:22
    18 “I Don’t Care” (single version) – 1:40
    19 “Sheena Is a Punk Rocker” (single version) – 2:48
    ramones-rockettorussiarhino2001ramones-rockettorussiarhino2001 (1)
    R-4080842-1354597104-3973R-4080842-1354597092-8801
    R-4080842-1354597147-8210R-4080842-1354597157-3802
    R-4080842-1354597166-2901
    R-4080842-1354597178-7270
    R-4080842-1354597186-6740
    R-4080842-1354597195-9976
    R-4080842-1354597204-6186
    R-4080842-1354597212-5076
    R-4080842-1354597220-6251
    R-4080842-1354597229-1613
    R-4080842-1354597239-8749

    ramones-rockettorussiarhino2001 (17)

    O disco fez parte ainda de uma compilação que incluía a versão em cd da Rhino e a íntegra de Greatest Hits Live:
    rocket to russia - greatest hits live 1
    rocket to russia - greatest hits live 2
    rocket to russia - greatest hits live 3
    rocket to russia - greatest hits live 6rocket to russia - greatest hits live 5
    rocket to russia - greatest hits live 4

    Edição da Rhino em LP de 2011
    As 14 Músicas da prensagem original + EP 7″ Bônus:
    01 “Sheena is a Punk Rocker”
    02 ”I Don’t Care”

    O disco também fez parte da compilação da Sire Records intitulada All The Stuff and More Vol 2 (1990) que incluía ainda a íntegra do quarto álbum, Road To Ruin (1978).
    As 14 músicas da edição original + Bônus:
    15 “Slug”
    16 “I Want You Around (Original Version)”

    Edição Especial 2 em 1 com Ramones de 1976:

    Edição Especial 3 em 1 com Ramones, Rocket to Russia e End of the Century:
    cds051acds052a

    Singles:




    usa7010usa7009








    ramones-heretoday-letsdanceramones-heretoday-letsdance (1)
    jap706jap707
    hol7014hol7013
    ita7008ita7004
    ramones - sheena is a punk rocker-she's the one7boot018

    Tributo do The Queers regravando o disco na íntegra:

    Mais sobre o disco*:
    bizz077-dez1991-1bizz183-out2000-1rockscene-mar1978-4
    ramones-rockettorussiacritica2
    ramones-toprockn09-1
    webpagethumbnail

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11, General Especial, Rock Scene Mar 1978 e Revista Bizz, Edição 77, dezembro de 1991.





     
  • paulocarames 19:07 em 27/08/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 10 de janeiro, , , , , ed stasium, , , , , , , , , , , , , , , roxy theater, , sundgragon studios, ,   

    LP/CD – Ramones: Leave Home 1977 

    Os Ramones foram para o estúdio Sundragon no final de outubro de 1976 num processo que, a exemplo do primeiro disco, obedeceu a ordem em que as músicas foram compostas na intenção de mostrar a evolução no som da banda. Aliás, praticamente as 30 primeiras músicas que a banda gravou haviam sido compostas antes da assinatura do contrato com a Sire.

    A diferença entre um álbum e outro ficou por conta da produção, desta vez, a cargo de Tony Bongiovi (produtor veterano da Motown) que havia trabalhado com Tommy Ramone em Band of Gypsys de Jimi Hendrix.

    Leave Home foi lançado em 10 de janeiro de 1977 com 30 minutos e 49 segundos de duração. O primeiro single de divulgação seria Carbona Not Glue (Carbona não é cola) que acabou sendo retirada do disco (no total, 5 mil cópias haviam sido produzidas) para evitar um processo por parte do fabricante do produto.

    No Reino Unido foi incluída Babysitter em seu lugar e em outra prensagem, destinada ao mercado americano, Sheena is a Punk Rocker que chegou ao Top 40 na Inglaterra no formato de single – e mais tarde, naquele mesmo ano, acabaria sendo lançada em Rocket to Russia.

    Carbona ficaria no limbo por vários anos aparecendo na versão americana de Loco Live (1991), em 2001 na reedição de Leave Home em cd além do box Anthology e de alguns relançamentos em vinil Picture Disc. A coletânea de 1990 (All the stuff and more vol 1) incluiria a versão americana de Leave Home, com Babysitter como bônus.

    Musicalmente, o álbum funciona como um lado B de Ramones (1976) (nesta lógica, All the Stuff 1 faz todo sentido). Comparando faixa a faixa, a cheiração de cola de Now i wanna sniff some glue é tema na censurada Carbona not Glue e Judy is a Punk dá lugar a Suzy is a Headbanger.

    A cover da vez é California Sun dos The Rivieras que já era tocada em alguns shows da banda assim como I Fought the Law de Bobby Fuller que acabou não sendo gravada (o The Clash gravou-a dois anos mais tarde).

    Se no disco anterior eles fizeram uma ingênua declaração de amor em I wanna be your boyfriend, aqui eles criaram uma ode ao fim do relacionamento em Glad to see you go (letra de Dee Dee para sua ex-namorada Connie) e You’re Gonna Kill That Girl deve ter ofendido tanto quanto Beat on the Brat.

    You Should Never Have Opened That Door, inspirada novamente em filmes de terror B, é uma parceria inusitada entre Dee Dee e Johnny e Commando, uma das preferidas ao vivo com regras como ‘ser legal com a mamãe’ e ‘não falar com comunistas’- coverizada pelos Ratos de Porão no disco Anarkophobia.

    E ainda havia Pinhead (retardado). Inspirado em um filme, o clássico cult Freaks de 1932, onde é entoado o canto “Gooble gabba, gooble gabba – we accept you, one of us” que Dee Dee simplificou para Gabba Gabba Hey.

    Esta música passou a ser tocada no final dos shows da banda. Sempre que a música se aproximava do fim, o roadie que cuidava da bateria entrava no palco com a máscara de Pinhead e uma placa com o famoso slogan. Arturo Vega (diretor de arte da banda) foi o primeiro pinhead em um show em São Francisco (28 de dezembro de 1978), no entanto, Dee Dee detestava tocá-la.

    Segundo ele, em depoimento a Legs McNeil no livro Mate-me por favor: “A coisa que estava me levando à loucura era tocar a maldita “Pinhead” toda noite. Meus dentes ficaram lascados porque eu tinha que cantar o refrão de “Pinhead”. A gente tinha um roadie que pesava cento e quarenta quilos – o nome dele era Bubbles, e ele vestia a máscara e a roupa de “Pinhead”. Mas ele era tão gordo que, quando pulava no palco, o palco inteiro tremia e o microfone em que eu estava cantando batia na minha boca. Eu odiava aquela maldita canção. Fico muito satisfeito por não ter mais que tocá-la toda noite. A única coisa boa a respeito daquilo é que eu pensava: “Deixa eu tocar essa maldita canção, que aí posso dar o fora daqui”.

    A reedição de 2001 em CD continha como bônus, além de “Babysitter”, um show gravado ao vivo no Roxy, Hollywood, em 12 de agosto de 1976. Este show ficou famoso pois já aparecia em bootlegs da banda como Beating Brats in LA, Live at The Roxy, Raisin Hell e Hey, Ho… It Was 20 Years Ago ganhando agora uma versão definitiva e com mais qualidade que inclui Today your love, tomorrow the world (não creditada em alguns dos discos não oficiais).

    Ficha Técnica:
    Sire Records – produzido por Tony Bongiovi e Ed Stasium (engenheiro)

    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone – bateria

    Letra das músicas
    Partituras

    Edição Original (Sire Records)
    Lado A:
    01. “Glad to See You Go” – 2:10 (Dee Dee Ramone, Joey Ramone)
    02. “Gimme Gimme Shock Treatment” – 1:38 (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone)
    03. “I Remember You” – 2:15 (Joey Ramone)
    04. “Oh, Oh, I Love Her So” – 2:03 (Joey Ramone)
    05. “Carbona Not Glue” – 1:56 (Dee Dee Ramone) – Babysitter (UK) e Sheena is a Punk Rocker (USA)
    06. “Suzy Is a Headbanger” – 2:08 (Dee Dee Ramone, Joey Ramone)
    07. “Pinhead” – 2:42 (Dee Dee Ramone)
    Lado B:
    08. “Now I Wanna Be a Good Boy” – 2:10 (Dee Dee Ramone)
    09. “Swallow My Pride” – 2:03 (Joey Ramone)
    10. “What’s Your Game” – 2:33 (Joey Ramone)
    11. “California Sun” – 1:58 (Henry Glover, Morris Levy)
    12. “Commando” – 1:51 (Dee Dee Ramone)
    13. “You’re Gonna Kill That Girl” – 2:36 (Joey Ramone)
    14. “You Should Never Have Opened That Door” – 1:54 (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone)


    Prensagem Inglesa
    R-2032746-1291126926R-2032746-1291126938

    Prensagem da AIM
    R-1771276-1315146554R-1771276-1315147200

    Edição Picture Disc com Carbona not Glue

    Edição da Sire com Babysitter

    Edição em K7
    ramones-leavehomek7ramones-leavehomek7 2

    Edição 8 Track
    ramones_leave

    Edição em CD


    ramones-leavehome2000 (1)ramones - leavehomecd (1)
    ramones-leavehomecd (1)ramones-leavehomecd (2)
    ramones-leavehomebrasil1ramones-leavehomebrasil2ramones-leavehomebrasil3ramones-leavehomebrasil4

    Edição da Rhino em CD de 2001
    Com exceção de “Babysitter” (faixa 15), todas as músicas foram gravadas ao vivo no Roxy, Hollywood, em 12 de agosto de 1976.
    15. “Babysitter” – 2:44 (Joey Ramone)
    16. “Loudmouth” – 2:08 (Ramones)
    17. “Beat on the Brat” – 2:36 (Joey Ramone)
    18. “Blitzkrieg Bop” – 2:13 (Tommy Ramone, Dee Dee Ramone)
    19. “I Remember You” – 2:17 (Joey Ramone)
    20. “Glad to See You Go” – 2:03 (lyrics by Dee Dee Ramone, music by Joey Ramone)
    21. “Chain Saw” 1:51 (Joey Ramone)
    22. “53rd & 3rd” – 2:27 (Dee Dee Ramone)
    23. “I Wanna Be Your Boyfriend” – 2:22 (Tommy Ramone)
    24. “Havana Affair” 1:53 (Dee Dee Ramone, Johnny Ramone)
    25. “Listen to My Heart” – 1:47 (Dee Dee Ramone)
    26. “California Sun” – 1:58 (Henry Glover / Morris Levy)
    27. “Judy Is a Punk” – 1:23 (Joey Ramone)
    29. “I Don’t Wanna Walk Around With You” – 1:31 (Dee Dee Ramone)
    30. “Today Your Love, Tomorrow the World” – 2:52 (Dee Dee Ramone)
    31. “Now I Wanna Sniff Some Glue” – 1:28 (Dee Dee Ramone)
    32. “Let’s Dance” – 1:06 (Jim Lee)
    ramones-leavehomerhino2001 (1)ramones-leavehomerhino2001 (2)
    ramones-leavehomerhino2001 (3)
    ramones-leavehomerhino2001 (4)
    ramones-leavehomerhino2001 (5)
    ramones-leavehomerhino2001 (6)
    ramones-leavehomerhino2001 (7)
    ramones-leavehomerhino2001 (8)
    ramones-leavehomerhino2001 (9)
    ramones-leavehomerhino2001 (10)
    ramones-leavehomerhino2001 (11)
    ramones-leavehomerhino2001 (12)
    ramones-leavehomerhino2001 (13)ramones-leavehomerhino2001 (14)
    ramones-leavehomerhino2001 (15)

    O disco fez parte ainda de uma compilação dupla que incluía as músicas da versão original e a íntegra de Road to Ruin com alguns bônus ao final:
    Leave Home - Road to Ruin 1
    Leave Home - Road to Ruin 2
    Leave Home - Road to Ruin 3
    Leave Home - Road to Ruin 5Leave Home - Road to Ruin 4
    Leave Home - Road to Ruin 6

    Edição da Rhino em LP de 2011
    As 14 Músicas da prensagem original (exceto Carbona not Glue trocada por Sheena is a Punk Rocker) + EP 7″ Bônus:
    01. “Swallow My Pride”
    02. ”Pinhead”

    O disco também fez parte da compilação dupla da Sire Records intitulada All The Stuff and More Vol 1 (1990) que incluía ainda a íntegra do primeiro álbum, Ramones (1976).
    As 14 músicas da edição original (exceto Carbona not Glue trocada por Sheena is a Punk Rocker) + Bônus:
    15. “Babysitter” – 2:45 – inicialmente incluída na segunda prensagem inglesa do álbum
    16. “California Sun” [Live] (Henry Glover / Morris Levy) – 1:45
    17. “I Don’t Wanna Walk Around With You” [Live] (Dee Dee Ramone) – 1:35


    Singles:










    usa7083usa7084
    spain70097boot020
    7boot014ramones-suzy-is-a-headbanger-big
    ita7003jap704
    The-Ramones-Swallow-My-Pride-573745

    Mais sobre o disco*:

    • artigos publicados na revista Metal Head Especial nº 11 e General Especial.

    promo 3promo 2
    promo





     
  • paulocarames 10:05 em 19/05/2011 Link Permanente | Resposta