Marcado como: Editora Belas Letras Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:00 em 10/10/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Editora Belas Letras, , , , Nas Entrelinhas Do Horizonte, , ,   

    Livro – Nas Entrelinhas Do Horizonte 2012 

    livro - nas entrelinhas do horizonteHumberto Gessinger tomou gosto pela escrita. Com a regularidade de quem lançava um disco a cada ano, depois de publicar Pra Ser Sincero, 123 variações sobre um mesmo tema (2010) e Mapas do Acaso, 45 variações sobre um mesmo tema (2011) ele lançou este Nas Entrelinhas Do Horizonte em 2012.

    O título remete a letra de Infinita Highway (nas entrelinhas do horizonte desta highway) lançada em 1987 no disco A Revolta dos Dândis – segundo álbum dos gaúchos Engenheiros do Hawaii.

    O mundo é ímpar, não dá para dividi-lo em duas metades iguais” é uma analogia a estrutura do livro, dividido em duas partes.

    Na primeira O Dia Em Que Deixei de Ser Criança com textos novos e a segunda com reedições de textos já publicados no blog que Gessinger atualiza periodicamente. Editora Belas Letras, 160 páginas.

     
  • paulocarames 14:39 em 04/07/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , Editora Belas Letras, nós vamos invadir sua praia, ,   

    Livro – Ultraje a Rigor, nós vamos invadir sua praia 

    A autora paulistana Andréa Ascenção de 24 anos havia decidido escrever um livro e sabia que seria sobre rock. Em 2007, ao notar que o Ultraje a Rigor ainda não tinha uma biografia resolveu se dedicar à pesquisar o tema. Já que, se dependesse de Roger, esta biografia seria ‘empurrada com a barriga’ indefinidamente.

    A banda mais escrachada do rock nacional (sim, mais que Mamonas ou Raimundos, tanto em tempo de vida quanto no teor das letras) surgiu no começo da década de 1980 com Roger e Leôspa e contava com Edgard Scandurra, que se dividia entre Ultraje e IRA!. Com a opção de Scandurra pelo Ira!, o Ultraje definiu o que seria sua primeira formação clássica.

    Nós vamos invadir sua praia (1985) era um disco cheio de hits e catapultou a banda para o sucesso e reconhecimento nacional. Depois vieram Sexo (1987), Crescendo (1989), trilhas de novela da Globo e turnês infindáveis.

    Depois de 30 anos na estrada, diversas formações e inúmeros hits o Ultraje a Rigor continua na ativa apesar de não estar na grande mídia. Muito disto por ‘culpa’ de Roger, que não compõe com muita frequência inviabilizando novos lançamentos e também restringe o número de shows e os locais onde ocorrem (Roger se recusa a viajar de avião ou percorrer grandes distâncias de ônibus). Apesar disto, garante que a banda continua firme e forte e sempre requisitada para shows.

    Com entrevistas de ex-membros, membros da atual formação e também de Lobão e Kid Vinil o livro conta ainda com mais de 100 fotos que ilustram bem os 30 anos de carreira desta banda icônica. Editora Belas Letras, 392 páginas.

     
  • paulocarames 13:20 em 07/05/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 45 variações sobre um mesmo tema, , , Editora Belas Letras, , , , Mapas do Acaso, , ,   

    Livro – Mapas do Acaso, 45 variações sobre um mesmo tema 

    “As coisas mudam de nome, mas continuam sendo religiões”. Quem diria que a frase impressa em 1988 no encarte de Ouça o que eu digo, não ouça ninguém acabaria por definir o próprio artista. Seja com os Engenheiros do Hawaii, Gessinger Trio, Pouca Vogal ou ainda, na literatura, o culto gessingeriano permanece inabalado.
    Humberto Gessinger é um artista de trilogias. Quem é fã vai entender: a trilogia das cores, a cada três discos um ao vivo, os discos gerúndios, etc. A mais nova trilogia de Gessinger é literária (e para isto, não estou contando Meu Pequeno Gremista, livro sobre futebol destinado ao público infantil).
    Depois de Pra Ser Sincero, 123 variações sobre um mesmo tema, chegou às livrarias este ano Mapas Do Acaso, 45 Variações Sobre Um Mesmo Tema que serve para que Humberto passe o seu passado a limpo e é, analogamente a um disco de vinil, o lado B da primeira obra.
    Se em sua incursão anterior ele dissecava a trajetória dos Engenheiros do Hawaii, nesta obra o tom é mais intimista. Menos linear e escrito a partir de crônicas, ou melhor ‘notas mentais para uma próxima vida’, o livro não deixa de lado as frases feitas, clichês habituais na composição deste engenheiro há 25 anos na estrada.
    Ponto para letras inéditas incluídas ao final do livro que a exemplo do primeiro, compila a letra de algumas das principais músicas compostas por HG. O projeto gráfico reproduz a já conhecida estética presente nos álbuns do grupo e também em Pra ser sincero. Resta aguardar a seqüência desta trilogia que tem em seu segundo capítulo uma boa opção de leitura, para gessingerianos ou não. Editora Belas Letras, 144 páginas.

    Nota mental para hoje:
    Após vasta divulgação nas redes sociais web afora, Humberto aporta hoje em Santa Maria para divulgação e sessão de autógrafos de seu mais novo livro na Livraria Nobel à partir das 16h e à noite para show do power duo Pouca Vogal.
    Post composto no outono de 2011 utilizando o editor do wordpress.

     
  • paulocarames 3:01 em 01/10/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: 123 variações sobre um mesmo tema, , , Editora Belas Letras, , , , , Pra Ser Sincero, ,   

    Livro – Pra Ser Sincero, 123 variações sobre um mesmo tema 

    É consideravelmente difícil encontrar uma boa referência bibliográfica que aborde o rock nacional, imagine o rock gaúcho então. As principais fontes de informação sempre foram revistas especializadas e artigos em cadernos de cultura de jornais locais.
    Lançado em 11 de janeiro deste ano, no aniversário do primeiro show da banda, Pra Ser Sincero narra os 25 anos da carreira de Humberto Gessinger e por consequência a saga dos Engenheiros do Hawaii – do começo improvável em 1985 passando pelos primeiros discos, as turnês internacionais e diferentes formações, culminando no recente projeto Pouca Vogal (que além de Humberto conta com Duca Leindecker da Cidadão Quem).
    Em 304 páginas além da história da banda e de seu messiânico líder, contada nas palavras do próprio Gessinger, estão presentes as letras de 123 das principais músicas de sua carreira e uma grande quantidade de fotos e capas de revistas estampadas pelos responsáveis por hinos como Infinita Highway, O Papa é Pop e Longe Demais das Capitais.
    Um registro há muito merecido e aguardado pelos fãs e que segue a máxima Gessingeriana refletindo a temática de seus lançamentos fonográficos: uma composição repleta de clichês e trocadilhos, a identidade visual característica dos Eng Haw e outros tantos detalhes que fizeram deles o maior expoente que o rock gaúcho já teve.
    Parafraseando a nota final do livro, assim como as notas que encerravam os encartes de cada LP da banda,
    Post composto na primavera de 2010 utilizando o editor do wordpress. Editora Belas Letras, 304 páginas.

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: