Marcado como: hq Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 11:00 em 02/04/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , hq, the x-files   

    Criador de Arquivo X levará série para os quadrinhos 

    <i>Arquivo X - Eu Quero Acreditar<i>
    Foram nove temporadas na TV, de 1993 a 2002, e dois filmes, em 1998 e 2008. Agora, os agentes Dana Scully e Fox Mulder, interpretados por Gillian Anderson e David Duchovny, respetivamente, terão sua história contada em outra mídia: os quadrinhos.Como noticiou o site E!, o criador da série, Chris Carter, aceitou participar da adaptação para as HQs como supervisor e produtor executivo. Com isso, a história não terá acabado segundo e último filme, de 2008. As revistas funcionam como a décima temporada da série. O primeiro volume chega aos fãs, nos Estados unidos, no dia 19 de junho.

    “A ideia de contar histórias que se passam depois do segundo filme Arquivo X já era muito empolgante, especialmente depois de Joe Harris criar um plano tão excelente”, disse Chris Ryall, diretor criativo e editor-chefe da editora IDW Publishing, responsável pela adaptação. “O nível da minha empolgação cresceu ainda mais depois de um encontro com Chris Carter, no qual ele concordou em entrar como produtor executivo da nossa 10ª temporada.”

    O desafio dos roteiristas, neste caso, é mostrar como os agentes Scully e Mulder conviverão num mundo moderno como o de hoje. E, principalmente, depois do Wikileaks. “Como é o Arquivo Xnessa era-pós-Wikileaks, cada vez mais paranoica e difícil de confiar?”, disse Ryall.

    Postado em RollingStone.com.br.

     
  • paulocarames 1:29 em 06/09/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , Editora 8inverso, , hq, , johnny cash uma biografia, ,   

    Livro – Johnny Cash, uma biografia 

    Publicado pela primeira vez na Alemanha em 2006, este livro ganhou versão em português no ano passado pela editora 8inverso de Porto Alegre. Trata-se do relato em quadrinhos da apresentação de Johnny Cash em 1968 na prisão de Folsom Prison, que na época virou disco. Reinhard Kleist retrata em preto-e-branco e com detalhismo além da apresentação, a trajetória do polêmico Homem de Preto sem negligenciar passagens de sua infância e adolescência. Destaque especial para a transposição das principais músicas para HQ e uma galeria de ilustrações no final do livro. Também ganhou espaço nesta biografia o detento Glen Sherley que escreveu Greystone Chapel, mais tarde gravada por Cash.
    “A vida errante de Cash como um solitário, patriota, um rebelde contra o sistema do music business em uma história escrita de forma a agradar não apenas os fãs do cantor” declarou Kleist.
    A apresentação em questão é a mesma abordada na cinebiografia do cantor (Johnny and June – Walk the Line, 2006) porém, com enfoque um pouco diferente. No entanto, ambos fundamentais para conhecer a obra deste artista singular que lançou quase duas centenas de discos e que morreu em 2003. Editora 8inverso, 224 páginas.

     
    • MARCELE 1:33 em 06/09/2010 Link Permanente | Resposta

      Johnny Cash NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

      • carames 1:43 em 06/09/2010 Link Permanente | Resposta

        como assim???? é a semana JOHNNY CASH. até dia 12. um post por dia.

      • annestreep 2:24 em 06/09/2010 Link Permanente | Resposta

        ninguém merece Johnny Cash, só tu e a Malú Magalhães ah ah!

  • Leandro Araujo 1:16 em 31/08/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: angeli, hq, skrotinhos   

    Skrotinhos 

    Uma tira de muitas do mestre ANGELI. Hehehe

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: