Marcado como: iggy pop Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:00 em 12/10/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , CBGB O FILME, , , , iggy pop, , , , , , , Omnivore Recordings, , , , , , , , , ,   

    LP/CD/DVD – CBGB 2013 

    CBGB_club_facade
    CBGB (o clube, localizado na 315 Bowery) foi inaugurado em dezembro de 1973 e surgiu da idéia de Hilly Kristal em dar abrigo a bandas autorais de Country, BlueGrass e Blues. Kristal acabou enganado pelo Television que nada tinha de bluegrass em seu som e estreou na casa em 31 de março de 1974. Dali por diante vieram Patti Smith, Dead Boys, Talking Heads e tantos outros que consolidaram este como o templo do punk em Nova Iorque.

    cbgb 75 summer festivalOs Ramones fariam sua estréia em 16 de agosto daquele ano e se apresentariam lá em 87 datas, algumas com sessões duplas e na companhia de Blondie, Cramps, Talking Heads e Suicide. Foi lá que em 4 de maio de 1978 Tommy Ramone fez seu último show com a banda. Em 10 de abril de 1979 eles tocariam lá pela última vez.

    Antes disto, em julho de 1975 (dias 16, 17 e 18) um festival de verão promoveria o clube e bandas que estavam ganhando destaque mas ainda não tinham contrato como Ramones, Blondie e Talking Heads.

    No caso dos Ramones, ainda demoraria até janeiro do ano seguinte para assinarem com a Sire Records. Já a casa fecharia as portas em outubro de 2006 com Patti Smith fazendo o último show no dia 15. Hoje, em seu lugar, está a sofisticada loja John Varvatos.

    Hilly Kristal morreria em 28 de agosto de 2007 vítima de câncer de pulmão.

    cbgb_ver5_xlgAnunciado em maio do ano passado, CBGB (o filme) é o retrato na visão do diretor Randall Miller desta cena e principalmente deste cenário icônico (anunciado como 50 mil bandas e um banheiro nojento). Em maio deste ano foram divulgadas imagens da produção que foi lançada oficialmente no dia 11 de outubro de 2013.

    Teve quem reclamasse que os atores não se parecem com os artistas originais (veja o comparativo aqui) e que, diferente do tom trágico que muitos acontecimentos tiveram na vida real, o estilo cartoon do filme alivia o drama das drogas e o amadorismo das bandas naquela época.

    A cena dos Ramones andando por um beco vestindo suas camisetas listradas faz parte do clipe de We Want the Airwaves do disco Pleasant Dreams de 1981 e no período retratado quem dava as cartas na banda eram Johnny/Tommy e não Joey que só ganharia confiança e espaço com a saída de Tommy e a tutoria de Phil Spector (nas gravações de End of The Century em 1980).

    Eles aparecem tocando músicas da carreira solo de Joey (Spirit in my House e I Got Knocked Down, ambas do póstumo Don’t Worry about Me de 2002) e não suas próprias canções. Segundo Brad Rosenberger que co-produziu o filme, apenas os representantes do vocalista morto em 2001 mostraram interesse pela trama. (“We showed the band or representation the film, and for whatever reason, they couldn’t seem to go for it,” says Rosenberger. “The Joey Ramone side – they were fine. There was no animosity. I personally thought it was a lost opportunity.”)

    Por outro lado, perceber que finalmente alguém resolveu retratar este período e esta cena que sempre foi marginalizada pelas rádios e pelo cinema em geral é no mínimo, elogiável. Também é preciso perceber que se fosse Iggy Pop de verdade, seria um documentário e não um filme.

    Exceção pelas músicas de Joey Ramone, as demais são parte da história do CBGB e você dificilmente irá se deparar com uma trilha sonora como esta novamente (Blondie, Dead Boys, Johnny Thunders and the Heartbreakers, Mc5, New York Dolls, Patti Smith, Richard Hell and the Voidoids, Talking Heads, Television, The Police, The Stooges).

    Como dito nos créditos iniciais do filme ‘a maioria dos acontecimentos são verdade’. As primeiras apresentações do Television ou dos Dead Boys estão lá, assim como o incidente em que Johnny Blitz foi esfaqueado ou a famosa camiseta Please Kill Me. As portas e a mesa usadas no cenário pertenceram de fato ao bar e foram emprestadas para as filmagens. As incríveis ilustrações de John Holmstrom que costuram este divertido conto também tem os dois pés na realidade.

    Legs Mcneil se manifestou declarando que o filme foi um erro. Holmstrom, seu antigo parceiro na Punk Magazine, deu o troco dizendo que “não tem nada de bom a dizer a respeito de Mcneil”.

    Ficamos entre procurar defeitos ou aproveitar Mate-me por favor passando diante dos nossos olhos com trilha sonora e tudo. Já fiz a minha escolha.

    Ficha Técnica:
    Omnivore Recordings

    Ramones:
    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone – bateria

    Tracklist:
    Lado A:
    01. Talking Heads – “Life During Wartime”
    02. MC5 – “Kick Out the Jams (Uncensored Version)”
    03. New York Dolls – “Chatterbox”
    04. Television – “Careful”
    05. Richard Hell and the Voidoids – “Blank Generation”
    Lado B:
    06. Flamin’ Groovies – “Slow Death”
    07. The Velvet Underground – “I Can’t Stand It”
    08. Wayne County and the Electric Chairs – “Out of Control”
    09. The Count Five – “Psychotic Reaction”
    10. Tuff Darts “All For the Love of Rock ‘n’ Roll” (Live)
    Lado C:
    11. Johnny Thunders and the Heartbreakers – “All By Myself”
    12. The Dictators – “California Sun” (Original Demo)
    13. Dead Boys – “Caught With the Meat in Your Mouth”
    14. Joey Ramone – “I Got Knocked Down (But I’ll Get Up)”
    15. The Laughing Dogs – “Get Outta My Way”
    Lado D:
    16. Blondie – “Sunday Girl” (2013 Version)
    17. The Stooges – “I Wanna Be Your Dog”
    18. Dead Boys – “Sonic Reducer”
    19. The Police – “Roxanne”
    20. Hilly Kristal – “Birds and the Bees”
    CBGB-10-8

    Elenco:
    Josh Zuckerman – John Holmstrom
    Peter Vack – Legs McNeil
    Parker Gant – Baby Hilly
    Arthur Bridgers – Shamai Kristal
    Danielle Shaw – Young Bertha
    Holly Hubbell – Sarah Brown
    B. Todd Johnston – Benjamin Brown
    Tyler Tunney – Judge
    Freddy Rodríguez – Idaho
    Tom Nowicki – Palace Bartender
    Estelle Harris – Bertha Kristal
    Donal Logue – Merv Ferguson
    Max Reinhardsen – Tom Verlaine
    Luke Dressler – Richard Lloyd
    Richard de Klerk – Taxi
    Evan Alex Cole – Richard Hell
    Aaron Munoz – Palace Hotel Manager
    Michael Massee – Officer Stan
    Darin Heames – Bert
    Ahna O’Reilly – Mary Harron
    James Edwards – Psychotic Fan
    Jared Carter – David Byrne
    Dominic Bogart – Michael Sticca
    Mickey Sumner – Patti Smith
    Taylor Hawkins – Iggy Pop
    Joel David Moore – Joey Ramone
    Steven Schub – Dee Dee Ramone
    Julian Acosta – Johnny Ramone
    Caleb McCotter – Wayne County
    Justin Bartha – Stiv Bators
    Bronson Adams – Johnny Blitz
    Vincenzo Hinckley – Da Thug
    Cheetah Chrome – Cabbie
    Kamille Dawkins – Bank Teller
    Blake Shutterly – Female Reporter
    Katherine DuBois – Genya’s Friend
    Juan Piedrahita – Angry Hombre #1
    Richard Marrero – Angry Hombre #2
    Bob Lipka – Ye Ol’ Farmer
    Keene McRae – Sting
    Teddy the Dog – Nathan the Dog
    Malin Akerman – Debbie Harry
    Johnny Galecki – Terry Ork
    Kyle Gallner – Lou Reed
    Ashley Greene – Lisa Kristal
    Rupert Grint – Cheetah Chrome
    Ryan Hurst – Mad Mountain
    Stana Katic – Genya Ravan
    Alan Rickman – Hilly Kristal
    Bradley Whitford – Nicky Gant
    John Deifer – Homeless Person
    Johnathan Staggs – Tommy Ramone




     
  • paulocarames 10:00 em 01/08/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , , Benicio del Toro, , , , Brooke Shields, Christopher Reeve, Dan Aykroyd, , Demi Moore, Ewan McGregor, iggy pop, Joe Pesci, Katey Sagal, Kirk Douglas, , Mark Dacascos, , , , Roger Daltrey, , , Tales from the Crypt, , , Timothy Dalton, Whoopi Goldberg,   

    Série – Tales from the Crypt (1989-1996) 

    Tales from the cryptTales from the Crypt (ou Contos da Cripta) fez muito sucesso nas tardes de terror da Band nos anos 1990. Inspirada nas HQs de William Gaines, cada episódio com cerca de meia hora trazia sempre um conto de terror diferente.

    Ao longo de 7 temporadas foram quase 100 episódios e participações de grandes promessas e outras tantas estrelas consagradas (Dan Aykroyd, Steve Buscemi, Daniel Craig, Timothy Dalton, Roger Daltrey, Mark Dacascos, Benicio del Toro, Kirk Douglas, Whoopi Goldberg, Malcolm McDowell, Ewan McGregor, Meat Loaf, Demi Moore, Bill Paxton, Joe Pesci, Brad Pitt, Iggy Pop, Christopher Reeve, Tim Roth, Katey Sagal, Martin Sheen, Brooke Shields, Slash…).

    Tudo apresentado pelo Guardião da Cripta que ao final proferia uma sentença bem humorada e, ao mesmo tempo, sórdida. Cada história ainda trazia uma lição de moral embutida, algo como ‘o crime não compensa’, por exemplo – mas para os personagens esta era sempre uma lição aprendida a duras penas. A série ainda geraria filmes como Os Demônios da Noite (1995) e O Bordel de Sangue (1996).

     
  • paulocarames 11:00 em 20/04/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , eater, iggy pop, , , , , , Punk Collection, , , , , , , , the boys, , the models, , , warm gun   

    LP – VA: Punk Collection 1977 

    R-447432-1232184060
    Coletânea italiana da RCA reunindo Ramones, Iggy Pop, Johnny Thunders, Dead Boys e Richard Hell entre outros. Lançada ainda em 1977 em pleno auge do punk, esta coletânea apresenta além dos ícones já citados, Talking Heads, Patti Smith e The Police.

    Estes, mais adiante deixariam de ser identificados com o punk, exceto pela sua contribuição neste período embrionário retratado aqui para o público italiano a exemplo do que aconteceu no Brasil com A Revista Pop Apresenta o Punk Rock do mesmo ano.

    Ficha Técnica:
    RCA Victor

    Ramones:
    Joey Ramone – vocal
    Johnny Ramone – guitarra
    Dee Dee Ramone – baixo, backing vocal
    Tommy Ramone – bateria

    Tacklist:
    Lado A
    01 sheena is a punk rocker – ramones 2:46
    02 i don’t care – the boys 2:10
    03 born to lose – johnny thunders and the heartbreakers 3:03
    04 sweet mama fix – larry martin factory 3:22
    05 thinking of the usa – eater 3:00
    06 freeze – the models 3:38
    07 shake some action – the flaming groovies 4:31
    08 stuck on you – electric chairs feat wayne county 3:27
    Lado B
    09 funtime – iggy pop 2:55
    10 fall out – the police 2:03
    11 crapy hands – warm gun 2:37
    12 love building on fire – talking heads 2:58
    13 roll it up – richard moore 3:40
    14 sonic reducer – the dead boys 3:06
    15 love comes in spurts – richard hell and the voidoids 1:59
    16 piss factory – patti smith 4:42
    R-447432-1232184060R-447432-1313662725
    R-447432-1323537893R-447432-1323537903
    PC1PC14
    PC5PC6



     
  • paulocarames 1:54 em 04/08/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: 10 melhores roqueiros no cinema, , , , , , , , , , , , Afinado no Amor, , , Alta Fidelidade, Billy Idol, , , , Clube da Luta, Coffee and Cigarettes, , Exterminador Implacável, Fight Club, Flea, Floresta do Mal, , , High Fidelity, iggy pop, , , , Little Nicky, Little Nicky - Um Diabo Diferente, , O Grande Lebowski, O Mensageiro, Os Cabeças de Vento, , , Piratas do Caribe, Pirates of the Caribbean: At World's End, Quanto Mais Idiota Melhor, , Singles, Sobre Café e Cigarros, Tenacious D - Uma Dupla Infernal, Tenacious D in The Pick of Destiny, The Big Lebowski, The Postman, The Wedding Singer, , , Vida de Solteiro, Wanted: Dead or Alive, Wayne's World, Wrong Turn 2: Dead End, Zoolander   

    As 10 melhores performances de roqueiros no cinema 

    A Ultimate Classic Rock (sempre ela) divulgou uma lista mais do que interessante. Desta vez foram escolhidas as 10 melhores performances de roqueiros no cinema. Acrescentei ainda outras participações dignas de destaque e que não figuram ente os 10 escolhidos:

    10 Tom Petty em ‘O Mensageiro (The Postman)’ (1997)

    09 Ozzy Osbourne em ‘Little Nicky – Um Diabo Diferente (Little Nicky)’ (2000)

    08 Ronnie James Dio em ‘Tenacious D – Uma Dupla Infernal (Tenacious D in The Pick of Destiny)’ (2006)

    07 David Bowie em ‘Zoolander (Zoolander)’ (2001)

    06 Keith Richards como Capitão Teague em ‘Piratas do Caribe – No Fim do Mundo (Pirates of the Caribbean: At World’s End)’ (2007)

    05 Flea como Kieffer em ‘O Grande Lebowski (The Big Lebowski)’ (1998)

    04 Bruce Springsteen em ‘Alta Fidelidade (High Fidelity)’ (2000)

    03 Billy Idol em ‘Afinado no Amor (The Wedding Singer)’ (1998)

    02 Meat Loaf como Robert Bob Paulson em ‘Clube da Luta (Fight Club)’ 1999

    01 Alice Cooper em ‘Quanto Mais Idiota Melhor (Wayne’s World)’ (1992)

    Minhas indicações:

    Lemmy em ‘Os Cabeças de Vento (Airheads)’ (1994)

    Gene Simmons em ‘Exterminador Implacável (Wanted: Dead or Alive)’ (1987)

    Henry Rollins em ‘Floresta do Mal (Wrong Turn 2: Dead End)’ (2007)

    Iggy Pop e Tom Waits em ‘Sobre Café e Cigarros (Coffee and Cigarettes)’ (2003)

     
  • paulocarames 22:02 em 27/03/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , iggy pop, , this is not porn   

    Acervo de belas fotos 

    As fotos abaixo fazem parte de um interessantíssimo acervo compilado no blog THIS IS NOT PORN. O blog reúne celebridades em poses um tanto curiosas e em muitos casos, ainda crianças, antes da fama. Vale a pena conferir.

    Frank Sinatra

    David Bowie, Iggy Pop e Lou Reed (um trio e tanto)


    Link Direto Aqui

    Dica da @danimoralles

     
  • paulocarames 13:22 em 30/12/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , Editora L&PM, gillian mccain, iggy pop, , mate-me por favor, , , , , , , , , , velvet underground   

    Livro – Mate-me por favor, uma história sem censura do Punk 

    Mate-me por Favor é um registro definitivo do começo deste movimento que antes de política e estilo é um movimento artístico que salvou o rock da mesmice.

    Deixe de lado tudo que você sabe (ou pensa que sabe) a respeito da criação do Punk. Achar que os Sex Pistols foram os responsáveis por tudo, por exemplo, ou que usar corte de cabelo moicano é obrigação.

    Tudo começou com Velvet Underground, Iggy Pop and The Stooges, New York Dolls e MC5 que criaram os alicerces para mais tarde abrir espaço para os Ramones e estes, influenciaram toda uma geração – The Clash, Sex Pistols e todos que vieram depois como Green Day, Offspring e Rancid.

    Cansados dos longos solos de guitarra e dos visuais pomposos que dominavam o cenário rock n’ roll da época, este movimento surgiu como reflexo do que acontecia nas ruas e nos palcos precários do Bowery e, do hoje lendário, CBGB’s.

    O título do livro é uma referência a uma camiseta de Richard Hell (ex-Television e Richard Hell & the Voidoids) com a inscrição Please Kill Me.

    Gillian McCain junto com Legs McNeil (ex-editor da Punk Magazine) compilaram uma série de entrevistas que incluem Lou Reed (Velvet Underground), Iggy Pop (Stooges), Ray Manzarek (The Doors), Joey e Dee Dee Ramone (Ramones), Cheetah Chrome e Stiv Bators (Dead Boys) entre outros artistas e produtores criando um relato absolutamente exclusivo e sem censuras.

    Você fica por dentro de todas as brigas, os problemas com as drogas e claro, a verdade por trás de cada banda que fez deste estilo, único, contestador e vivo até hoje. Editora L&PM, 444 páginas ou em versão pocket dividida em dois volumes.

    matemeporfavorlegsmcneil-2matemeporfavorlegsmcneil-3

     
  • paulocarames 3:22 em 10/09/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , fergie, , , iggy pop, , ozzy, , ,   

    CD – Slash: Slash 2010 

    O ex-Guns n’ Roses, Slash Hudson, que havia manifestado seu desejo de excursionar pela América do Sul com a turnê de seu recém lançado cd solo divulgou hoje em seu site oficial, o lançamento da versão Deluxe Edition do álbum em questão. A nova versão deve contar com 13 músicas extras além das 14 da versão standard (que contaram com participações como Ozzy Osbourne, Fergie e Iggy Pop) além de um documentário e diversos itens adicionais. Candidato a melhor disco do ano.

    Versão Standard:

    01. Ghost (Ian Astbury/Izzy Stradlin) 3:34
    02. Crucify The Dead (Ozzy Osbourne) 4:04
    03. Beautiful Dangerous (Fergie) 4:35
    04. Back from Cali (Myles Kennedy) 3:36
    05. Promise (Chris Cornell) 4:41
    06. By The Sword (Andrew Stockdale) 4:50
    07. Gotten (Adam Levine) 5:05
    08. Doctor Alibi (Lemmy Kilmister) 3:07
    09. Watch This (Dave Grohl/Duff McKagan) 3:46
    10. I Hold On (Kid Rock) 4:10
    11. Nothing To Say (M. Shadows) 5:27
    12. Starlight (Myles Kennedy) 5:35
    13. Saint Is A Sinner Too (Rocco DeLuca) 3:28
    14. We’re All Gonna Die (Iggy Pop) 4:30

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: