Marcado como: nação zumbi Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:00 em 29/05/2014 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Maracatu Atômico, nação zumbi   

    Chico Science & Nação Zumbi: Maracatu Atômico 

     
  • paulocarames 10:00 em 21/03/2014 Link Permanente | Resposta
    Tags: , Bolo de Ameixa, , nação zumbi   

    Nação Zumbi – Bolo de Ameixa (Mundo Livre S/A) 

     
  • paulocarames 16:24 em 02/02/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , afrociberdelia, , , nação zumbi   

    LP – Chico Science & Nação Zumbi: Afrociberdelia 1996 


    Ponto mais alto da carreira de Chico Science e sua Nação Zumbi, Afrociberdelia foi lançado em 1996 e sucedeu com maestria o debut Da Lama ao Caos de 1994.

    Chico morreria no dia 2 de fevereiro de 1997 em um acidente automobilístico deixando pra trás um legado de músicas que misturavam os tambores do maracatu com influências pop e beat. A banda chegou a excursionar pelos Estados Unidos e Europa, tocando no famoso festival de Montreaux.

    Tracklist:
    Lado A
    01. “O Cidadão do Mundo” 3:20
    02. “Etnia” 2:31
    03. “Quilombo Groove” (instrumental) 2:31
    04. “Macô” 4:09
    05. “Um Passeio no Mundo Livre” 3:59
    06. “Samba do Lado” 3:47
    Lado B
    01. “Maracatu Atômico” 4:45
    02. “O Encontro de Isaac Asimov com Santos Dumont no Céu” 1:38
    03. “Corpo de Lama” 3:52
    04. “Manguetown” 3:11
    05. “Um Satélite na Cabeça (Bitnik Generation)” 2:09
    06. “Baião Ambiental” (instrumental) 2:32
    07. “Amor de Muito” 2:55



     
  • paulocarames 1:26 em 06/05/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , da lama ao caos, mangue beat, nação zumbi, ,   

    LP – Chico Science & Nação Zumbi: Da Lama ao Caos 1994 

    Depois do boom do rock nacional nos anos 1980, influenciado principalmente pelo new wave britânico, a década de 1990 abriu espaço para bandas como O Rappa, Chico Science & Nação Zumbi e Raimundos que em 1994 estreiavam no mercado fonográfico se valendo da mistura de ritmos regionais para compor o novo rock brazuca.
    Em seu disco de estréia, o grupo liderado por Francisco de Assis França (o messiânico Chico Science), saído dos mangues de Recife, apresentou o manguebeat e a revolução dos homens-caranguejo. Misturando ritmos nordestinos em um disco com letras quase 100% Chico Science, a banda teve dificuldades no começo.
    Gravado no estúdio Nas Nuvens com produção do também lendário Liminha, a mistura de percussão de maracatu com pesados riffs de guitarras e o groove tradicional do funk demoraram a ser assimilados pelo público que desconhecia a proposta inovadora.
    No entanto o grupo começou a ganhar espaço e a ter clipes exibidos na MTV além de exibir incendiárias apresentações ao vivo. Banditismo por uma questão de classe; Rios, pontes e overdrives; Samba Makossa; A Cidade e A Praieira são destaques neste disco indispensável.
    Chico Science morreria três anos mais tarde deixando a Nação Zumbi órfã de seu mentor mas com uma herança que sem igual.

    Tracklist:
    Lado A
    01. “(Monólogo ao Pé do Ouvido)” (vinheta) / “Banditismo por uma Questão de Classe” 5:06
    02. “Rios, Pontes & Overdrives” 4:03
    03. “A Cidade” (música incidental: “Boa Noite do Velho Faceta (Amor de Criança)”) 4:46
    04. “A Praieira” 3:36
    05. “Samba Makossa” 3:03
    Lado B
    01. “Da Lama ao Caos” 4:31
    02. “Maracatu de Tiro Certeiro” 4:11
    03. “Salustiano Song” (instrumental) 1:28
    04. “Antene-se” 3:35
    05. “Risoflora” 4:08
    06. “Lixo do Mangue” (instrumental) 1:45

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: