Marcado como: Rio grande do sul Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • carames 10:05 em 11/01/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , longe demais das capitais, marcelo pitz, , , Rio grande do sul,   

    Crie suas próprias músicas dos Engenheiros do Hawaii 


    A brincadeira é do site Mundo Perfeito. Você preenche diversos campos de um formulário e está apto a escolher entre três versões de letras Gessingerianas.

    A brincadeira serve apenas para lembrar que, no dia 11 de janeiro de 1985, os Engenheiros do Hawaii faziam seu primeiro show (do qual Humberto Gessinger declara no livro Pra Ser Sincero não lembrar com muitos detalhes). Deste show em diante a banda realizaria outros tantos Brasil afora, no Japão e Estados Unidos.

    Depois de 27 anos e vinte e tantos discos lançados a banda continua sendo a principal referência do rock gaúcho e Humberto Gessinger, um dos principais letristas do rock nacional. Hoje à noite deve rolar uma twittcam para celebrar a data com Gessinger interpretando músicas da sua carreira.


     
    • cherrybo 15:08 em 19/01/2012 Link Permanente | Resposta

      O ponei é puto

      O ponei é puto
      O puto não come ninguém
      O ponei levou um peido na unha
      O puto não come ninguém

      Bis

      Qualquer boneca , seja bizarra
      Bancos de memória, bancas de revistas
      E o joÃO é calvo
      E você está salvo
      Um barco . Um
      Um segundo eterno.
      É bocejar no inferno.
      É torcer em beleza.
      É em tristeza.
      boneca bizarra
      O ponei é puto
      O puto não come ninguém

      Repita 109 vezes até derreter seu cérebro.

    • cherrybo 15:10 em 19/01/2012 Link Permanente | Resposta

      Atrás de um peido

      Não importa se só come

      O joÃO já sabe
      Somos um ponei sem infância
      Atrás de um peido
      Atrás de um barco
      Depois de um trago
      Eu trago um
      E molho a unha
      E moldo a boneca
      Você é bizarra
      sua mãe é bizarra
      que importa um trago

      Bis

      Atrás de um peido
      Atrás de um barco
      Para bocejar
      Para torcer
      Para e fazer estrago
      Depois de um trago

      Repita 94 vezes até ficar loiro(a) e burro(a).

  • carames 0:10 em 06/12/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , dark funeral, Rio grande do sul, ,   

    Show Dark Funeral em Santa Maria 

    Amanhã é dia de conferir a banda sueca de black metal Dark Funeral que se apresenta em Santa Maria no Garganta do Diabo Festival.

     
  • carames 0:48 em 08/11/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , Rio grande do sul,   

    Pearl Jam em Porto Alegre 11/11/11 

    Depois de 2 shows no Morumbi em São Paulo e um no Rio de Janeiro (dia 6 na Apoteose) os americanos do Pearl Jam se apresentam em Curitiba (dia 9 no Estádio do Paraná Clube) e encerram a passagem pelo Brasil em Porto Alegre (dia 11 no Estádio Zequinha).

    A banda liderada por Eddie Vedder se apresentou no país em 2005 e recentemente lançou um documentário em comemoração aos 20 anos de carreira do grupo que surgiu no começo dos anos 1990 na cena grunge de Seattle junto com Nirvana, Soundgarden e Alice in Chains.

    A abertura fica por conta dos punks de Los Angeles X que prometem esquentar o clima para Vedder e cia. No repertório do X hits como Johny Hit and Run Paulene e Burning House of Love.





     
  • carames 9:12 em 03/11/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , O segredo para nunca brigar!, Rio grande do sul   

    O segredo para nunca brigar! 

    Um casal do Alegrete foi entrevistado num programa de televisão porque estavam casados há 50 anos e nunca tinham brigado.
    O repórter todo curioso pergunta a mulher :

    • Mas vocês nunca brigaram mesmo ?
    • Não, responde a mulher.
    • E como isso aconteceu ?
    • Bem, quando casamos o meu marido tinha uma égua de estimação. Era a criatura que ele mais amava na vida. No dia do nosso casamento fomos de lua-de-mel na nossa carroça puxada pela égua. Andamos alguns metros e a égua, coitada, tropeçou. Meu marido olhou bem firme para a égua e disse :
    • Um.

    Mais alguns metros e a égua tropeçou de novo. Meu marido encarou a égua e disse :

    • Dois.

    Na terceira vez que ela tropeçou ele sacou da espingarda e deu uns cinco tiros na bichinha. Eu fiquei apavorada e perguntei:

    • Seu ignorante desalmado, porque é que tu fizeste uma coisa dessas, homem?

    Meu marido me encarou e disse:

    • Um.
    • Depois disso nunca mais brigamos.
     
  • carames 15:04 em 30/10/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , goldfinger, , , , , Rio grande do sul, ,   

    Goldfinger e Reel Big Fish em Porto Alegre 

    Os californianos da Goldfinger e da Reel Big Fish trouxeram na última quinta-feira (27/10), pela primeira vez aos palcos gaúchos, o melhor do ska punk. Com muita energia e músicas dançantes o público que foi até o Opinião curtiu dois ótimos shows.


    As fotos são do site Oba Oba


     
  • carames 1:56 em 11/10/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , , , Rio grande do sul, ,   

    Saldo do primeiro final de semana do Morrostock 2011 

    Versão curta: quem foi, presenciou a história sendo escrita diante dos próprios olhos. Para quem deixou de ir, lamentar-se não será suficiente.

    Versão sem cortes:
    Começou no último final de semana o Festival Morrostock que, mesmo sendo bem menos badalado e sem as atrações midiáticas trazidas pelo Rock in Rio ou SWU, chega a sua 5ª edição em 2011 .

    Sediado em Sapiranga, a 60 km de Porto Alegre, o evento reúne bandas do cenário alternativo gaúcho e nacional apresentando atrações underground já veteranas e outras tantas sem o mesmo tempo de estrada.

    A abertura dos trabalhos ficou por conta da banda Atrito (de Campo Bom) que no começo da noite da última sexta-feira (7/10) abriu caminho para as porto alegrenses Draco, Phornax e Tierramystica (que coverizou a clássica Fear of the Dark) além dos paulistas da Soulspell.

    A inclusão de bandas de diferentes vertentes do hardcore e do heavy metal garantiu um público heterogêneo: bikers, bangers e punks dividiram democraticamente o espaço destinado aos shows e a área de camping anexa ao complexo conhecido como Bar do Morro.

    A ameaça de temporal que se anunciava desde o princípio da semana felizmente converteu-se em poucos pingos que não foram suficientes para estragar a festa. Os atrasos é que, sim, desafiaram a paciência da galera. A afinação de instrumentos por parte de algumas bandas acabou durando tanto tempo quanto a própria apresentação.

    Com o cronograma atrasado em até duas horas teve banda que não se apresentou por conta do atraso e por divergências com a organização do evento. A grande expectativa da noite ficou por conta da lendária banda precursora do punk paulista Condutores de Cadáver.

    Fora dos palcos por um longo período a banda declarou estar feliz pelo retorno apesar do único “ensaio” ter ocorrido horas antes – eles faziam referência a apresentação no programa Radar da TVE.

    Por volta das 6 da manhã a formação que abriga figurinhas carimbadas do cenário alternativo: Índio (ex-Hino Mortal) nos vocais, Calegari (ex-Inocentes e 365) na guitarra, Hélio (ex-Cólera) no baixo e Babão (ex-Hino Mortal) na bateria, subiu ao palco e fez um show vigoroso com músicas como Choque, Condução para o Inferno e Futebol – que bem poderia ser o hino da copa no Brasil.

    Em um set de 45 minutos eles mostraram porque serviram de influência para tantas bandas como Cólera e Ratos de Porão e merecem serem considerados os Stooges tupiniquins.

    Já com sol nascendo, a banda argentina Diferent encerrou a primeira noite que deixou a promessa de mais para o dia seguinte.

    Iniciando mais cedo que no dia anterior (17h ao invés de 21h) e contando com representantes do hardcore e seus subgêneros, a segunda noite destacou-se pela pontualidade das bandas caminhando para um desfecho de luxo com a aguardada apresentação do Olho Seco – inativa por 10 anos e que agora volta ao front.

    Antes deles, o hardcore da 4 Acordes (Sapiranga) e da Inseto Social (Santa Maria) deram mostra do que estaria por vir. O set dos santamarienses deve estar entre os melhores shows que já fizeram. Na sequência, o rock n’ roll de saia da Stella Can e o peso da Barulho Ensurdecedor (ambas de Porto Alegre). Chute no Rim (Alvorada) fechou o primeiro tempo de shows tão contundente quanto o título sugere.

    Imagine um jogo de futebol onde o técnico conversa no vestiário e a equipe volta ainda melhor pro segundo tempo. E este segundo tempo se mostraria avassalador com um show surpresa da Condutores de Cadáver que premiou aqueles que não haviam comparecido no dia anterior ou que não agüentaram esperar até 6 da manhã.

    Desta vez eles fizeram o show da noite anterior parecer um simples ensaio. A química entre banda e público (que comparecia em número expressivo já naquela altura) resultou em uma aula de hardcore. A performance do vocalista Índio era de um touro bravo solto na arena e a guitarra de Calegari conduzia a banda com poderosos riffs. Difícil de ser batido.

    Ainda se apresentaram Audioterapia (Osório), The Efficients (Canoas) e Out of Reason (Canoas) até que problemas técnicos afetaram o fornecimento de energia elétrica.

    Enquanto a galera esperava uma solução para o problema pode trocar uma idéia com os músicos de bandas lendárias do punk/hardcore nacional que circulavam pelo local além de poder comprar discos, DVDs e camisetas de bandas do gênero. Destaque para atenção que as bandas deram aos fãs demonstrando verdadeiro respeito por todos. Algo a ser aprendido por bandas mainstream.

    Depois de alguma espera o problema foi parcialmente solucionado, foi o suficiente para Conduta Destrutiva e a veterana Pupilas Dilatadas irem ao palco.

    Já eram 3 horas da madrugada quando a politizada banda paulista Ação Direta levou sua mensagem de consciência e contestação e aproveitou para fazer uma homenagem ao guitarrista Redson do Cólera, que morreu na semana passada.

    Finalmente a banda mais aguardada do primeiro final de semana começou a afinar os instrumentos. Liderada pelo vocalista Fábio Sampaio (único membro da formação original) acompanhado por André (bateria) e pelos integrantes do Agrotóxico Marcos (guitarra) e Jeferson (baixo). A vontade era tanta que durante a queda de energia Fábio ameaçou bem humorado: ‘vamos tocar mesmo sem luz, vai ser um acústico’.

    O que aconteceu logo depois foi uma catarse coletiva. A banda emendou Olho de Gato, Nada, Eu não sei, Sinto e óbvio, o hino Isto é Olho Seco em uma performance tão feroz que jamais se encaixaria em um projeto acústico. Punk rock de verdade, classudo e pegado. Ainda deu tempo para Ignorante, cover do Ulster e uma homenagem a Redson com a música Botas, Fuzis, Capacetes.

    Após a volta da Condutores de Cadáver aos palcos (com direito a dois shows) e o primeiro show do Olho Seco em solo gaúcho em 30 anos de banda os músicos ainda acharam tempo e disposição para dar entrevistas a documentaristas que estavam no local.

    Se nem o Rock in Rio com toda grife e o investimento feito escapou ileso de falhas, podemos dizer que a organização do Morrostock está de parabéns. Principalmente por se apropriar tão bem do conceito ‘faça você mesmo’ tão presente na filosofia punk.

    O festival, que tinha ainda no domingo a Confraria do Blues com Solon Fishbone, Fernando Noronha e Gaspo Harmônica vai até dia 16 deste mês com apresentação de diversas bandas. Acesse aqui a programação completa.

    O brother Homero Pivotto, responsável pelo programa Let’s Start também repercutiu os shows. Confira no site da web rádio Putzgrila.




     
  • carames 0:22 em 09/10/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Rio grande do sul   

    Vanerão Vegetal 

     
  • carames 0:22 em 06/10/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , , Rio grande do sul, ,   

    Festival Morrostock – 7 a 16 de outubro de 2011 

    Esqueça o Rock in Rio, Planeta Terra ou SWU, festival de rock é o Morrostock 2011.

    O festival que já reuniu Dead Fish (em 2007), Inocentes (em 2008), Mukeka di Rato e Replicantes (em 2009), Lobotomia, Armagedom e Tijolo Seis Furos (em 2010) chega à sua quinta edição com presença confirmada dos santamarienses da Inseto Social e dos paulistanos Condutores de Cadáver, Ação Direta e Olho Seco.

    O ingresso para os dois primeiros dias custa R$ 40,00 e dá direito, além dos shows, à área de camping para aproveitar o fim de semana de rock de verdade.

    7/10 – sexta-feira – bardomorro
    21:00 – Atrito (Campo Bom)
    21:45 – Draco (Poa)
    22:40 – Redoma (POA)
    23:25 – Phornax (POA) 23:30
    00:15 – Tierramystica (POA) 2:00
    01:20 – Soulspell – Ópera Metal (SP) 3:00
    02:25 – Campbell Trio (POA) 4:30
    03:10 – Wall Ride (POA) 5:10
    03:55 – Diferent (ARG) 6:40
    04:50 – Condutores de Cadáver (SP) 5:50

    8/10 – sábado – bardomorro
    17:00 – 4 Acordes (Sapiranga)
    17:45 – Inseto Social (SM)
    18:30 – Stella Can (POA)
    19:15 – Barulho Esurdecedor (POA)
    20:00 – Chute no Rim (Alvorada)
    20:50 – Condutores de Cadáver (SP)
    21:45 – Audioterapia (Osório)
    22:30 – The Efficients (Canoas)
    23:15 – Out of Reason (Canoas)
    00:00 – Conduta Destrutiva (POA)
    00:45 – Pupilas Dilatadas (POA)
    01:30 – Ação Direta (SP)
    02:35 – Olho Seco (SP)
    03:45 – Burn The Mankind (POA)
    04:35 – PANIC (POA)

    Confira mais sobre o festival no site do evento.



     
  • carames 16:04 em 17/07/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , olelê, , , Rio grande do sul, , ultramen   

    CD/LP – Ultramen: Olelê 2000 


    Lançado em duas versões o segundo disco da Ultramen misturava com competência: samba rock, rap, reggae e acordes mais pesados. Não bastasse a excelente sonoridade das gravações, nos shows a banda conseguia (literalmente) amplificar suas virtudes sonoras.

    Neste disco lançado pela Rockit!, Tonho Crocco (voz), Zé Darcy (bateria), Pedro Porto (baixo), Júlio Porto (guitarra), Marcito (percussão), Malásia (percussão) e DJ Anderson (toca-discos) ainda contaram com as participações especiais de Buiú (D.R.O.), Baze (Da Guedes) e Black Alien (Planet Hemp).

    No embalo das 13 músicas do CD eles lançaram também um EP com um apanhado de 6 músicas extraídas do CD e que representam bem a sonoridade da banda. No lado A uma pegada mais samba rock enquanto ficou reservado para o lado B do bolachão a parte mais pesada e viajandona do disco.

    Antes da dissolução da banda em 2009 eles ainda lançou outros dois discos de estúdio e participou do projeto Acústico da MTV ao lado de Wander Wildner, Bidê ou Balde e Cachorro Grande.

    Músicas do CD:
    01 – Ultramanos
    02 – Esse É O Meu Compromisso
    03 – General
    04 – Bem Mal
    05 – Preserve
    06 – Olelê
    07 – Dívida
    08 – Não Me Empurra
    09 – Johnny
    10 – A Estrada Perdida
    11 – Exodus
    12 – Peleia
    13 – A Estrada Perdida (Dub)

    Seleção para o LP:
    A 01 – Olelê
    02 – Dívida
    03 – Preserve
    B 01 – Peleia
    02 – Esse É O Meu Compromisso
    03 – General

     
  • carames 2:56 em 13/06/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , curta, invasão do alegrete, Rio grande do sul, trote, uruguaiana   

    Curta – A invasão do Alegrete 2009 

    Tão conhecido quanto o Canto Alegretense é a rivalidade entre as vizinhas Alegrete e Uruguaiana. Neste curta de 22 minutos a rivalidade histórica toma forma em um trote.

    Após a instalação do primeiro telefone em Alegrete, dois moradores da cidade rival passam um trote alertando sobre um plano de invasão dos uruguaianenses. E agora, como defender a cidade deste ataque?

    O curta, exibido no Festival de Cinema de Gramado, é ambientado nos anos 1940 e foi rodado na própria cidade de Alegrete.

    Vale a pena conferir: assista aqui

     
  • carames 1:52 em 28/05/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , no alegrete é assim, Rio grande do sul   

    No Alegrete é assim 

    Eu também não iria querer o brinde, ora.

     
  • carames 23:08 em 31/01/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: alê menezes, , defesa, , , , , machucado, paradinha, , Rio grande do sul, , , sm   

    Inter-SM em rede nacional 

    Dois momentos (dois penaltis na mesma trave) do Inter-SM em rede nacional.

    Lado A – A paradinha de Alê Menezes

    Lado B – A defesa de Fábio

     
  • carames 1:33 em 12/01/2011 Link Permanente | Resposta
    Tags: , augusto licks, , , , , , , , revolta dos dândis, Rio grande do sul,   

    LP/CD – Engenheiros do Hawaii: A Revolta dos Dândis 1987 

    Em 11 de janeiro de 1985 os Engenheiros do Hawaii faziam seu primeiro show, começando sua trajetória de sucesso. Segundo disco da carreira dos Eng Haw, A Revolta dos Dândis foi lançado em 1987 e registra a banda em um momento de mudança: a sonoridade passa a lembrar menos o SKA do que seu antecessor (Longe Demais das Capitais de 1986); Augusto Licks substituia Marcelo Pitz enquanto Humberto Gessinger dedicava-se ao baixo; Foi o marco inicial da trilogia ‘Cores da bandeira do Rio Grande’ e também da identificação com as engrenagens, marca registrada da banda a partir de então.
    A abertura do disco ficou por conta de A Revolta dos Dândis I que era seguida por Terra de Gigantes cujo clipe ficou bastante conhecido. Ela inicialmente não tinha bateria (fato que preocupava a gravadora pois fatalmente não tocaria nas rádios apesar de seu potencial para fazer sucesso) recebeu uma curtíssima virada de bateria – provavelmente a mais breve na história da música e teve sua letra retirada do encarte do disco em uma espécie de “autosabotagem” do grupo.
    Confirmando a excentricidade que marcaria o álbum, Infinita Highway com seis minutos, apesar de extensa para os padrões radiofônicos, tinha alguns trechos que haviam sido escritos ainda na adolescência de Gessinger e tornou-se definitivamente o hino da banda.
    Refrão de Bolero é uma balada frequente ainda hoje nos sets acústicos da banda e faz com que os músicos sejam frequentemente questionados a respeito de “Quem é Ana?”. O lado A do LP encerrava com a interessante Filmes de Guerra, Canções de amor que sobreviveu ao tempo e batizou o álbum desplugado de 1993.
    O lado B reservava uma sonoridade mais sombria, começando com A revolta dos Dândis II, passando para Além dos Outdoors. Na sequência a arrastada e excelente Vozes contrastava com a veloz Quem tem pressa não se interessa, uma referência ao livro O Ser e O Nada de Jean-Paul Sartre. Por fim a balada rock, Desde Aquele Dia e Guardas da Fronteira (com participação de Julio Reny) encerram o álbum.
    Na reunião de apresentação do disco a impressão dos executivos foi “Esse disco é um Boeing com tanque cheio. Poder ir longe… Se não explodir na decolagem”. Bom, o que explodiu foi a carreira da banda – e no bom sentido.

    Logo abaixo você confere o clipe da já citada Terra de Gigantes e um vídeo via Twitcam feito por Humberto Gessinger poucas horas atrás celebrando o distante 11/01/1985.

    Tracklist da versão CD:
    01.”A Revolta Dos Dândis I” – 4:10
    02.”Terra De Gigantes” – 3:59
    03.”Infinita Highway” – 6:11
    04.”Refrão De Bolero” – 4:34
    05.”Filmes De Guerra, Canções De Amor” – 4:02
    06.”A Revolta Dos Dândis II” – 3:13
    07.”Além Dos Outdoors” – 3:33
    08.”Vozes” – 3:35
    09.”Quem Tem Pressa Não Se Interessa” – 2:27
    10.”Desde Aquele Dia” – 3:30
    11.”Guardas Da Fronteira” – 4:31

    Humberto via Twitcam

     
  • carames 0:08 em 21/12/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , Rio grande do sul,   

    Ratos de Porão consolidando o mito 

    Já era sábado, por volta de 1:30, quando João Gordo (vocal), Jão (guitarra), Boka (bateria) e Juninho (baixo) subiram no palco do Studio Rock Bar em Canoas. A proposta era tocar a íntegra do disco Anarkophobia que completa 20 anos de seu lançamento e de quebra, outras músicas, tantas quantas fosse possível lembrar apesar da falta de ensaios da banda. Em cerca de uma hora de show deu tempo de apresentar, além das músicas do álbum, hits como Beber até Morrer e Crocodila.
    Quem esteve lá e também já teve oportunidade de assistir ao documentário Guidable, voltou pra casa com a sensação de consolidação do mito Ratos de Porão que completa 30 anos de atividades no ano que vem. O que se vê no documentário é o retrato daquilo que a banda é no palco e também no backstage, exemplo da entrevista de Gordo e Jão e da receptividade de cada membro da banda, fosse para posar para fotos ao lado dos muitos fãs ou para autografar seus discos. No palco, o principal nome do hardcore nacional fez um show memorável que justifica este posto. Ficar das 4 às 8 da manhã na rodoviária esperando o ônibus de volta pra casa não desfizeram a impressão de que acabara de ver o melhor show da minha vida.

    Entrevista exclusiva a Homero Pivotto:

     
  • carames 15:27 em 20/11/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , Rio grande do sul, ,   

    Replicantes abrem show da TSF em Santa Maria 


    Showzaço dos Replicantes, ontem no The Groove Music Hall. Não tava muito a fim de ir, sabe como é: “Quem é Júlia? Replicantes é Gerbase ou Wildner…”, mas acabei indo mesmo assim, em memória a fita K7 que surrei durante o segundo grau ouvindo Astronauta e Sandina.
    E foi bom ter ido, uma verdadeira festa punk. Lugar pequeno e apertado, como tem que ser show hardcore, duas bandas de abertura – já na primeira, problemas técnicos atrasaram a entrada de ambas no palco de tal forma que acabaram não tocando, pois a banda principal entraria pontualmente 1:30.
    Eis que chega a hora e Os Replicantes sobem ao palco com sua formação tradicional mais Júlia Barth nos vocais (que aliás, não ficou devendo nada a seus antecessores) mandando de cara Boy do Subterrâneo. Daí por diante, pogo liberado e os clássicos da banda, Astronauta, Festa Punk, Surfista Calhorda e Nicotina. Músicas menos conhecidas como Só mais uma chance e Papel de mau do disco de mesmo nome de 1989 também foram lembradas, assim como Sangue Sujo do homônimo projeto solo de Wander Wildner logo após deixar a banda em 1990. O show faz parte da divulgação do disco Replicantes 2010 lançado recentemente que além da já citada Sangue Sujo, tem também a regravação de Rockstar – lançado em 1985 no EP Nicotina.
    Por fim, Lugh e TSF entrariam em ação após os Repli. Mas isso já era pra lá de 3 e meia. A esta altura minha carruagem já tinha virado abóbora e acabei indo pra casa sem poder conferir a apresentação. Acabou sendo uma ótima noite de hardcore e no final das contas, com os Replicantes abrindo para a TSF.
    Gravação tosca (meu celular definitivamente não funciona bem à noite) mas vale pelo registro e pra sentir o clima da parada: Tem que ser hard, tem que ser core, tem que ser hardcore.

     
  • carames 14:04 em 11/09/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , gaúcho da fronteira, , Rio grande do sul   

    Gaúcho da Fronteira indicado ao Grammy Latino 

    Ocorrerá no dia 11 de novembro, em Los Angeles, a cerimônia de premiação do 11º Grammy Latino. Além de artistas nacionalmente conhecidos como Maria Gadú, Claudia Leitte e Maria Bethânia que concorrem nas categorias de artista revelação, melhor álbum pop e gravação do ano, respectivamente, também foi divulgado o nome de Gaúcho da Fronteira disputando na categoria que premiará o melhor das músicas regionais brasileiras – pelo seu disco, Gaúcho doble chapa, lançado neste ano. Logo abaixo, a lista completa dos concorrentes desta categoria.

    Melhor álbum de música de raízes brasileiras – regional
    Daquele Jeito, Frank Aguiar
    10 anos – CD 2, Banda Calypso
    Gaúcho doble chapa, Gaúcho da Fronteira
    Lugar da Alegria, Eva
    Fé na Festa, Gilberto Gil

     
  • rafael86 12:44 em 28/08/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Grandes Cidades, Rio grande do sul,   

    Não me perguntes onde fica o Alegrete 

     
  • carames 4:17 em 25/08/2010 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , Rio grande do sul,   

    Toy Dolls em Porto Alegre 

    A lendária banda punk inglesa se apresenta em solo gaúcho no próximo mês. Um dos poucos remanescentes da época em que as coisas não eram só ‘ctrl + c, ctrl+ v’.

    23/09/2010 – Porto Alegre/RS
    Bar Opinião – Rua José do Patrocínio, nº 834
    Horário: 23h00
    Ingressos: R$ 30,00 (1º lote), R$ 40,00 (2º) e R$ 50,00 (3º)
    Vendas e informações: 51 8401-0114 / http://www.opiniao.com.br

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: