Marcado como: the wire Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • paulocarames 10:00 em 21/02/2013 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , , , , the wire   

    Série – Generation Kill (2008) 

    PJ Ransone as a MarineDas tantas séries de qualidade que a HBO tem no seu portfólio, Generation Kill se destaca não só pelo cuidado já habitual mas pelo tema pouco recorrente nas produções da emissora habituada aos dramas.

    A peça central da trama é baseada em um livro de Evan Wright onde um repórter da Rolling Stone acompanha o 1º Batalhão de Reconhecimento da Marinha dos Estados Unidos em plena ocupação do Iraque.

    Apesar de ambientado em uma guerra moderna, o realismo da série lembra muito Band of Brothers (série sobre a segunda guerra mundial), produção do mesmo canal. As cenas de ação e violência não ficam devendo em nada a série 24 horas, menos ainda a visão distorcida e preconceituosa que americanos tem de outras nações ou a hostilidade com que são recebidos nos vilarejos que precisam patrulhar.

    Pra quem esperava um passeio no deserto a realidade não poderia ser mais cruel. Longe de casa e cercado de possíveis inimigos, os soldados são obrigados a lidar com a pressão e perceber que mesmo a mais humilde dona de casa iraquina pode ser uma suicida carregando uma bomba com intuito de levar consigo o máximo possível de invasores infiéis.

    Os sete episódios da mini série são o bastante pra perceber o quão absurda e injustificada foi esta guerra e o quanto uma nação consegue achar que é a ‘polícia do mundo’ impondo sua vontade de acordo com sua conveniência.

     
  • paulocarames 10:53 em 27/12/2012 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , crime, , the wire, tráfico de drogas   

    Série – The Wire (2002-2008) 

    The Wire teve cinco temporadas. Cada uma delas abordando um caso diferente. Como diz o cartaz promocional, ‘as regras mudam mas o jogo continua o mesmo’.

    A premissa é bem simples, uma divisão da polícia (de Baltimore assim como em Homicide) grampeia um telefone público usado por traficantes para se comunicarem. A partir daí tanto as táticas dos traficantes como dos policiais vai evoluindo num jogo de gato e rato de tirar o fôlego.

    Mas nem tudo é tão descomplicado assim. Afinal, estamos falando de uma representação realista e o que seria da vida real se não tivesse um senador corrupto que ganha dinheiro vindo da corrupção e das drogas? Policiais que aceitam propina, sistema judiciário burocrático e assim por diante?

    Tudo isto está em The Wire onde somos verdadeiramente espectadores. Não há promessa de que o bandido seja pego ou que o mocinho se dê bem no final. Até porque mesmo os mocinhos neste caso, não estão acima do bem e do mal e por vezes atingem o resultado quebrando algumas regras.

    Se Homicide destacou-se por mostrar homicídios sem maquiar a violência contida em cada assassinato, aqui o que vemos são as entranhas do mundo do crime de maneira crua. Dificilmente outra série conseguirá atingir o status de maestria que The Wire que conseguiu nota 9,5 no IMDB.

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar
%d blogueiros gostam disto: